Lagoas de Sal no Atacama
San Pedro de Atacama

Lagoas de sal no Atacama

Um dos passeios mais procurados no deserto são as lagoas de sal no Atacama. Essas lagoas possuem uma salinidade mais alta que a do Mar Morto. Dessa forma, quando mergulhamos, não afundamos. Um fenômeno bem interessante que pode ser vivenciado no Atacama.

Diferentemente das Lagunas Altiplánicas, é permitido mergulhar nas lagoas de sal no Atacama. Claro que dependendo da época, esse mergulho pode ser desaconselhado ou proibido. Em 2015, pudemos mergulhar em uma delas, apenas.

Faça sua reserva de hotel no Atacama

Contudo, entre as lagoas de sal no Atacama, a mais famosa é a Laguna Cejar. Porém não espere que você vá mergulhar nela, porque não vai! A Laguna Cejar é preservada ambientalmente e o mais próximo que você vai chegar dela para tirar uma foto é de um deque de madeira.

Laguna Cejar no Atacama
Vista da Laguna Cejar a partir do deque

Passeio para as lagoas de sal no Atacama

As agências em San Pedro de Atacama costumam vender os passeios com o nome da Laguna Cejar. Inclusive quando estávamos fechando os passeios, passamos em uma agência que nos disse que iríamos tirar fotos lindas na laguna. No entanto, como disse, é tudo balela!

Felizmente, fechamos o passeio para as lagoas de sal no Atacama com a Ayllu Expediciones. A empresa concilia essa visita com ida ao Ojos del Salar e à Laguna Tebinquiche. Fizemos esse passeio em uma tarde, que nos rendeu, ao final, um lindo pôr-do-sol. Logo, esse é um passeio possível de conciliar com outro que tenha duração apenas pela manhã.

Ingresso para as lagoas de sal

As lagunas salinas, ou seja, as lagoas de sal no Atacama são administradas pela comunidade de Solor. O ingresso custava na época CLP 15.000, que foram pagos na hora. É considerado um dos ingressos mais caros para passeios no Atacama, mas tem um motivo.

O guia nos explicou que essas lagoas de sal recebiam muitos turistas, quando o preço era mais barato. Devido à alta procura por esse passeio, começou a aumentar o nível de óleo na superfície da lagoa, decorrente dos bronzeadores e protetores solares. A partir daí, o preço aumentou para CLP 30.000. Com isso, o movimento caiu e os turistas começaram a frequentar outras lagoas de sal, inclusive na Bolívia. Lá não se cobra valor de ingresso. Com a queda do movimento, a opção foi colocar um valor intermediário, limitado dessa forma a quantidade de usuários, sem deixar de gerar renda para o local.

Mergulhando nas lagoas de sal no Atacama

Como o mergulho na Laguna Cejar é proibido, o guia nos aconselhou mergulhar na Laguna Piedra. Já fomos com traje de banho por baixo, porém existe vestiário lá. Realmente é uma experiência muito interessante e diferente para quem nunca havia mergulhado em uma água com alta salinidade. Como o grau de sal é em torno de 80%, por mais força que faça para afundar, você é “empurrado” de volta para a superfície.

Importante! Primeiramente, não se deve abrir os olhos embaixo d’água, por conta da alta salinidade. Além disso, deve-se evitar molhar os cabelos. Importante também tomar cuidado com os pés, pois existem cristais de sal que, em um descuido, podem cortar os pés.

mergulho nas lagoas de sal no Atacama
Mergulho nas lagoas de sal no Atacama

A água da lagoa não é muito gelada. Mesmo com o clima um pouco frio, foi tranquilo. Mas prepare-se para a água gelada dos chuveiros para tirar o sal, posteriormente. Enfim, um mal necessário, já que não dá pra colocar a roupa e sair andando depois cheio de sal no corpo. Então, se tem “medo” de água fria, prepare-se para ficar cheio de sal ou pense duas vezes antes de mergulhar.

Quer mergulhar em águas sem sal? Escolha as Termas de Puritama

Conhecendo os Ojos del Salar

Dali, pegamos o carro da empresa e paramos nos Ojos del Salar. São dois poços enormes de água levemente salgada com aproximadamente 40 metros de profundidade. É possível mergulhar, mas ninguém mergulhou. Até mesmo porque já tínhamos tomado a ducha para tirar o sal, trocado de roupa e tirado o traje de banho. Porém, vale muito a pena tirar fotos. Um local bem interessante e diferente das lagoas de sal no Atacama.

Ojos del Salar Atacama
Ojos del Salar

Pôr do sol na Laguna Tebinquiche

Finalizando nosso passeio pelas lagoas de sal no Atacama, uma experiência inesquecível. Nossa última parada foi na Laguna Tebinquiche onde tivemos nosso coquetel durante o pôr-do-sol. A entrada nessa área de laguna custa CLP 2.000 e não é permitido mergulho.

O carro nos deixou no começo de um caminho para irmos tirando foto enquanto o guia preparava nosso coquetel especial. O caminho percorrido estava todo branco, tomado pelo sal que fica depositado no solo após evaporação das cheias da lagoa pós-chuvas. À medida que o sol ia se pondo, o cenário ficava ainda mais especial para belas fotos.

Laguna Tebinquiche Atacama
Pôr do sol na Laguna Tebinquiche

Por fim, a Ayllu preparou para esse passeio um coquetel onde eles ensinaram a fazer Pisco Sour, na maneira chilena. No Chile, normalmente não usam a clara de ovo no preparo, como no Peru. Depois de ensinar, recrutaram alguns voluntários para fazer a bebida. Obviamente me ofereci, fiz e ainda refiz várias vezes em casa.

preparando Pisco no Atacama
Preparando Pisco Sour no Atacama

Voltamos já à noite, o guia nos deixou direto em nosso hotel. Conhecer e mergulhar nas lagoas de sal no Atacama foi incrível. O passeio finalizando em um belo cartão postal, com direito a um incrível pôr do sol então, foi a cereja do bolo.

Veja também como foi o pôr do sol no Vale da Lua

10 thoughts on “Lagoas de sal no Atacama

  1. Que delícia seu post, me fez relembrar minha viagem. Fiz esse mesmo passeio nas Lagoas de Sal no Atacama e também aproveitei para provar a experiência. E que água fria heim hahaha. Uma dica que me deram e achei muito boa é levar lenço umedecido para tirar o excesso de sal após o banho. O coquetel que a Ayllu Atacama prepara no final, ao pôr do sol, fecha o passeio com chave de ouro. Amei

  2. O passeio para as Lagoas de Sal no Atacama é um dos mais bacanas! Sem dúvida é o tipo de tour que não dá para deixar de fora do roteiro. Se tiver tempo, também vale a pena visitar as Lagunas Escondidas.

    Ótimas dicas!

    1. Quando eu fui, ainda não tinha esse passeio para as Lagunas Escondidas, Murilo. Fiquei super curioso para conhecer. Quem sabe em uma volta ao Atacama.

  3. Seu post sobre as lagoas de sal no Atacama me fez voltar numa das viagens que mais amei em 2018. Lugar incrível e viagem que todo mundo deve fazer algum dia na vida.

  4. Esse é um dos passeios mais legais no Atacama! Mergulhar numa lagoa de sal, depois dar aquele pulão nos Ojos del Salar e encerrar com um pôr do sol na Laguna Tebinquinche é demais!

  5. A Laguna Cejar é um dos lugares mais encantadores que já conheci. Fui ver o pôr do sol. Foi perfeito! Os Ojos também são bem interessantes. Ótimas dicas do Atacama!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *