Informações sobre Coronavírus e Viagem
DESTAQUE NOTÍCIAS

Pandemia de Coronavírus: tudo o que você precisa saber para sua viagem

É claro que nossa intenção é sempre incentivar as pessoas a viajarem mais e descobrirem novos destinos. Por isso, o Panorama de Viagem é atualizado constantemente com dicas de viagem em diversos destinos. Mas em tempos de COVID-19, é difícil ditarmos uma regra sobre o que fazer em relação ao Coronavírus e viagem. Pensando nisso, organizamos algumas informações práticas podem lhe ajudar a tomar a decisão mais cabível.

Conheça as medidas preventivas tomadas por países em todos os continentes

Histórico do Coronavírus

Os coronavírus (CoV) são uma grande família de vírus que causam doenças que variam do resfriado comum a doenças mais graves. Eles recebem essa denominação por apresentar perfil microscópico parecido com uma coroa. Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, o atual surto de doença por coronavírus, o COVID-19, foi relatado pela primeira vez em Wuhan na China, em 31 de dezembro de 2019.

Desde os primeiros casos de Coronavírus na China, o mundo vem enfrentando um novo desafio. Afinal a expansão dos casos da doença já ultrapassa 100 países, segundo relatório atualizado da Organização Mundial da Saúde (OMS). Até a produção desta matéria, o Brasil apresentava 30 casos confirmados.

Sintomas do Coronavírus COVID-19

As características clínicas da COVID-19 podem ser similares às causadas por outros vírus respiratórios. É o caso, por exemplo, do influenza. No entanto, os sintomas mais comuns da COVID-19 são tosse seca, febre acima de 37,8ºC e cansaço. Alguns pacientes também relatam dores no corpo, congestionamento nasal, inflamação na garganta ou diarreia. Esses sintomas geralmente são leves e começam gradualmente. Nos casos mais graves, surgem sintomas como síndrome respiratória aguda e insuficiência renal.

Para as pessoas com os sintomas acima, em casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus, priorizar o atendimento, ofertar máscara cirúrgica imediatamente e isolar (acomodar a pessoa suspeita, em local ventilado e sem circulação de pessoas sem proteção) sempre que possível.

Quem pode se contaminar?

Aproximadamente 80% das pessoas se recupera da doença sem precisar de tratamento especial. Cerca de 1 em cada 6 pessoas que recebe COVID-19 fica gravemente doente e desenvolve dificuldade em respirar. As pessoas idosas e as que têm problemas médicos subjacentes, como pressão alta, problemas cardíacos ou diabetes, têm maior probabilidade de desenvolver doenças graves. Pessoas com febre, tosse e dificuldade em respirar devem procurar atendimento médico.

Qualquer pessoa pode se contaminar com o vírus, porém nem sempre manifestará todos os sintomas da doença. Isso devido ao fato do vírus passar por um período de incubação no organismo. Normalmente, esse período é de 14 dias, mas no caso do COVID-19, se relatou um período de incubação de 5 dias até o surgimento dos primeiros sintomas.

É recomendada observação de pessoas com histórico de viagem para áreas com transmissão local como, por exemplo, China e Itália atualmente, ou contato próximo com um paciente diagnosticado. É justamente aqui que entra a questão do Coronavírus e Viagem.

Coronavírus e Viagem

Segundo a IATA, o surto do COVID-19 representa uma crise global que está testando a resiliência não apenas do setor de aviação, mas também da economia global. As companhias aéreas estão sofrendo quedas de dois dígitos na demanda e redução do tráfego em muitas rotas. Mas o que isso impacta na vida do viajante?

Devo ou não cancelar a minha viagem por conta do Coronavírus?

A grande questão é sobre o cancelamento ou não de uma viagem já agendada e paga. Apesar de ser uma decisão totalmente pessoal, alguns destinos se tornam inviáveis de conhecer. É o caso, por exemplo, da cidade Wuhan, epicentro da epidemia, assim como da Itália, que a partir de 09 de março está em quarentena. Alguns países como Israel e Qatar também tomaram medidas para evitar que o vírus se torne um problema. Israel, por exemplo, exige que tanto turistas quanto cidadãos que cheguem ao país permaneçam 14 dias em quarentena. Dessa forma, se sua viagem está marcada para algum desses destinos, é interessante acompanhar as notícias para pensar se vale a pena ou não cancelar sua viagem.

Se você optar por cancelar sua viagem, a primeira medida é tentar reaver o dinheiro gasto com a passagem ou alterar o voo para outra data, e talvez, outro destino. As companhias aéreas estão com novas políticas de alteração de voos por conta do Coronavírus. No entanto, a maioria delas diz respeito apenas a novas reservas de viagem feitas em março. Para as reservas retroativas, a sugestão é entrar em contato com a companhia aérea e tentar negociar para minimizar o prejuízo.

Já estou em viagem ou acabei de voltar de viagem, o que fazer?

Se você já está ou acabou de voltar de viagem, especialmente se trata-se de um destino onde o vírus se tornou um problema, vale a pena seguir as seguintes recomendações.

  • Limpe regularmente e cuidadosamente as mãos com um esfregão à base de álcool ou lave-as com água e sabão;
  • Mantenha pelo menos 1 metro de distância entre você e qualquer pessoa que esteja tossindo ou espirrando;
  • Evite tocar nos olhos, nariz e boca;
  • Certifique-se de que você e as pessoas ao seu redor seguem uma boa higiene respiratória. Isso significa cobrir a boca e o nariz com o cotovelo ou o tecido dobrado quando tossir ou espirrar. Em seguida, descarte-o imediatamente;
  • Caso não esteja se sentindo bem, permaneça em casa. Se você tiver febre, tosse e dificuldade em respirar, procure atendimento médico e ligue com antecedência. Sempre seguindo as instruções da sua autoridade sanitária local.

Importante sempre se manter atualizado sobre os hotspots mais recentes do COVID-19. Ou seja, cidades ou áreas locais onde o vírus está se espalhando amplamente. Se possível, evite viajar para estes lugares, especialmente se for uma pessoa idosa ou tiver diabetes, doenças cardíacas ou pulmonares. Aproveite e ouça este podcast sobre como se proteger do Coronavírus em viagem.

Vale lembrar que a doença causada pelo COVID-19 ainda não tem cura. Embora alguns remédios tradicionais ou domésticos possam proporcionar conforto e aliviar os sintomas, não há cura ainda para a doença causada pelo COVID-19. Por isso fique em casa e aproveite diversas opções de como viajar sem sair de casa.

Leia Mais

Restaurantes intensificam o delivery no Rio

Museus online: viaje sem sair de casa

Filmes de Viagem para você se inspirar

6 thoughts on “Pandemia de Coronavírus: tudo o que você precisa saber para sua viagem

  1. Ótimas dicas sobre o Coronavírus!
    Por sorte não tenho nenhuma viagem marcada e não precisei me preocupar quanto a cancelar uma viagem ou não!
    Mas, sem dúvida, se fosse para um destino onde o problema já está maior, eu não arriscaria!

    Abraço

  2. Muito boas suas dicas! Eu, infelizmente, tive que cancelar uma viagem. Felizmente, a cia aérea fez o reembolso integral da passagem. Precisamos nos manter informados, nos prevenir e evitar o pânico!

  3. Esse assunto sobre o coronavírus e de extrema importância! Obrigado por concentrar tudo em um único local, me ajudou bastante, pois tenho uma viagem para junho com destino a Israel . Se Deus quiser tudo estará resolvido até lá.

  4. Post muito esclarecedor. Precisamos todos nos atentar aos cuidados necessários e se possível, adiar as viagens. Fizemos isso com uma de abril….vamos aguardar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *