Cidade Alta de Zagreb
Zagreb

Um tour pela Cidade Alta de Zagreb

Como já comentei em um post anterior, Zagreb pode ser dividida em duas partes: Cidade Baixa e Cidade Alta. Nesse post dou ênfase às principais atrações da Cidade Alta ou Gornji Grad, que reúne edifícios históricos, igrejas e museus. A Cidade Alta é formada pelas regiões antigas de Gradec e Kaptol.

Roteiro a pé pela Cidade Alta de Zagreb

Antes de mais nada, importante ressaltar que é possível fazer todo percurso pelas atrações turísticas da Cidade Alta de Zagreb a pé. Uma oura opção é utilizar o funicular que sai da rua Tomićeva. O percurso sugerido começa na Praça Ban Jelačić, principal praça da capital croata. Além de estação de tram e alguns bares, hotéis e lojas, ao centro está uma escultura em homenagem ao general do Império austríaco Josip Jelačić. O general teve grande participação na abolição da servidão na Croácia, sendo considerado herói nacional.

Praça Ban Jelačić

Catedral de Zagreb

Saindo da praça, seguimos rumo à Catedral da Assunção da Sagrada Virgem Maria. Mais conhecida como a Catedral de Zagreb, é também dedicada a São Estêvão. A construção data de 1094, tendo sido destruída em 1242 pelos mongóis. A reconstrução foi conduzida após o terremoto de 1880. A fachada atual é neogótica, portão com uma rosácea e três janelas acima. Dentro da catedral sepulcros de bispos e personalidades croatas, além de muitas inscrições feitas no alfabeto glagolítico.

O que chama atenção de vários pontos da cidade são as duas torres gêmeas, inclusive uma estava em manutenção quando visitamos a cidade, manutenção que começou em 2011. Do lado esquerdo, duas torres desgastadas com a erosão e que não foram reformadas por falta de fundos no tempo comunista. Além das torres, um relógio da catedral que após o terremoto de 1880 parou, marcando 7 horas, 3 minutos e 3 segundos.

Catedral de Zagreb
Detalhes da Catedral de Zagreb

Ao lado da Catedral, o Palácio do Arcebispo que fazia parte das fortificações construídas em 1469 como defesa aos ataques turcos. Na praça em frente ao palácio e à catedral, uma coluna coroada por uma estátua de Maria com quatro anjos. A obra é do artista vienense Anton Dominik Fernkorn, datada de 1850.

Coluna com estátua de Maria

Região de Gradec

Não muito distante dali, fica o Mercado Dolac, que foi realizado pela primeira vez em 1930. O Mercado atualmente funciona durante o dia como uma grande feira que reúne não só o povo croata, mas vários turistas. À noite a área fica vazia.

Único restante de cinco portões que faziam parte da região de Gradec, o Portão de Pedra foi construído no século XIII. Em 1731, um incêndio destruiu várias casas na área, restando apenas uma pintura de Maria com Menino em seu colo. Essa pintura atualmente fica exposta dentro do portão, protegida por uma grade de ferro. Ali foi construída uma capela que reúne muitos fiéis que oram em frente à imagem.

Próximo ao portão, uma estátua chama atenção, a estátua de São Jorge, contudo diferente da comumente registrada. Essa estátua representa São Jorge após a vitória sobre o dragão, que está derrotado aos pés do santo e seu cavalo.

Portão de Pedra e Estátua de São Jorge

Na Cidade Alta também estão localizados alguns museus como por exemplo o Museum of Broken Relationships, o Museu da Cidade e o Museu de História Natural Croata. Só visitei o primeiro, já que era o único aberto nos dias em que estive em Zagreb.

Cartão postal na Cidade Alta de Zagreb

Um dos cartões postais de Zagreb é a Igreja de São Marcos, a igreja paroquial da Cidade Alta. Foi construída pela primeira vez em 1256 e passou por várias alterações ao longo do tempo. O aspecto atual data de 1882 com o telhado com azulejos coloridos e esmaltados formando a imagem dos brasões de armas da Croácia, Dalmácia, Eslovênia e da cidade de Zagreb. A igreja fica na praça de São Marcos onde estão o edifício do Parlamento e o Palácio do Vice-Rei.

Igreja de São Marcos na Cidade Alta de Zagreb
Igreja de São Marcos

Outras igrejas na Cidade Alta

Descendo pela Cirilometodska ulica, passamos pela Igreja de São Cirilo e São Método. Originalmente de estilo neoclássico e reconstruída após o terremoto de 1880 em estilo neobizantino. Outra igreja famosa na Cidade Alta é a Igreja de Santa Catarina, construção em estilo barroco.

Igrejas de São Cirilo e São Método e de Santa Catarina

Interseção da Cidade Alta com Cidade Baixa

Um local ótimo para ver a cidade de cima é do alto da Torre de Lotrščak que fica ao lado da Strossmayer (área verde com barraquinhas de comida) e da estação do funicular (Zet Uspinjaca) que liga a Cidade Baixa à Cidade Alta. Antigamente, a torre tinha um sino que anunciava o fechamento dos portões da cidade. Atualmente, todos os dias ao meio-dia um tiro de canhão ecoa da torre. Seu nome vem do latim e significa “sino de ladrões”.

Vista da Cidade Alta de Zagreb
Vista de Zagreb a partir da Cidade Alta

O interior da torre tem uma galeria contando sua história, mas o atrativo mesmo é a vista que se tem de lá. Ela fica aberta de abril a outubro das 11h às 19h e o ingresso custava 20 kunas. Todas essas atrações turísticas podem ser vistas em um roteiro a pé pela Cidade Alta de Zagreb, em metade de um dia. Esse roteiro pode se facilmente conciliado com o pela Cidade Baixa de Zagreb. Dessa forma, você terá explorado grande parte da cidade.

7 thoughts on “Um tour pela Cidade Alta de Zagreb

  1. Zagreb é uma cidade que não me encantou, a Croácia tem outros lugares mais bonitos que a capital. Mas ver ela do alto é interessante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *