Dubrovnik Zagreb

Espetáculo da natureza nos Lagos Plitvice

De uma beleza exuberante, os lagos Plitvice refletem perfeitamente o que a natureza de mais incrível. Cachoeiras em meio a muito verde, o parque, localizado entre as cidades de Zagreb e Split, é uma parada obrigatória para quem visita a Croácia.

Quando estivemos na Croácia, saímos de Zagreb em direção a Dubrovnik no sul do país, fazendo uma parada no parque Plitvička jazera, nome em croata para os Parque Nacional dos Lagos de Plitvice. Nosso destino era a cidade de Split, mas saindo cedo da capital croata, conseguimos passar um dia visitando o espetacular parque e ainda chegar no final de tarde em Split. Caso esteja vindo do sul para o norte do país, vale a pena sair de Split, parando no parque, e depois rumar em direção ao norte, ou mesmo fazer apenas um bate-volta. Aliás, o acesso ao parque é realmente feito de carro, já que ele fica distante das cidades com aeroportos.

A duração da visita ao Parque Nacional dos Lagos de Plitvice vai depender tempo que o visitante dispõe. Alguns roteiros já programados pela administração do parque, podem ser seguidos tranquilamente sem guia, já que estão muito bem sinalizados nos mapas. Basicamente são dois roteiros: o A com duração aproximada de 2 a 3 horas e o B com 3 a 4 horas. Durante o verão, época que visitamos o parque, existe o roteiro H, que dura de 4 a 6 horas e o roteiro K, com duração de 6 a 8 horas.

Importante ressaltar que todos os roteiros são feitos a pé, tendo pequenas travessias de barco para ligar uma trilha a outra. Então, pense bem no roteiro que deseja fazer. O ingresso do parque dá acesso ao parque, independente do tipo de roteiro que você fizer. O preço só muda em caso do visitante escolher um acesso de dois dias ao parque, uma vez que existe opção de acomodações no local, para quem tem interesse em pernoitar e dividir os trajetos em mais de um dia.

Fizemos o roteiro básico de menor duração e, sinceramente, conseguimos ver o que o parque tem de mais belo nesse roteiro de 2 a 3 horas. A meu ver, estender o tempo, acaba se tornando mais do mesmo. Nesse roteiro conseguimos ver os Upper Lakes, um sistema de 12 lagos: Prošćansko, Ciginovac, Okrugljak, Batinovac, Veliko, Malo, Vir, Galovac, Milino, Gradinsko, Veliki Burget e Kozjak separados por barreiras de travertino. Os lagos encontram-se num cinturão impermeável composto por dolomite do Triássico Superior.

Ainda nesse roteiro, visitamos os lagos Milanovac, Gavanovac, Kaluđerovac e Novakovića Brod, que pertencem ao grupo dos Lower Lakes, situados em um cânion de pedra calcária porosa, que apresenta algumas falésias de 40 metros de altura, de onde surgem lindas cachoeiras. Destaque para as cachoeiras do Lago Milanovac, conhecida como quedas de Milka Trnina, nome dado em homenagem à diva croata de ópera.

Quem quiser fazer alguma refeição, o parque dispõe de restaurantes e lanchonetes. O parque está aberto para visitação diariamente, das 08h às 16h e os ingressos são vendidos na bilheteria até às 14h. Tours guiados podem ser comprados no centro de informações próximo à bilheteria, normalmente para grupos de no mínimo 15 pessoas. Para quem estiver de carro, há estacionamento no local, sujeito a lotação.

Leo Vidal
Leo Vidal
Carioca, biólogo, apaixonado por música, filmes e sempre disposto para novas viagens. Compartilha suas dicas de viagem há mais de 5 anos, sempre antenado ao melhor da gastronomia e hotelaria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *