Quinta Avenida em Nova York
Nova York

Quinta Avenida em Nova York além das compras

A Quinta Avenida em Nova York é muito conhecida pelas lojas de grife e grandes lojas de departamento. Certamente um paraíso para quem quer fazer compras na cidade. Porém, a famosa Fifth Avenue vai muito além disso. São vários os pontos turísticos e museus ao longo da grande avenida. Quanto mais vezes vamos a Nova York, descobrimos mais coisas a fazer na 5ª avenida, além das compras. Separei as atrações de acordo com as estações de metrô mais próximas, a fim de facilitar a localização e visita.

Início da Quinta Avenida em Nova York

Estação de metrô mais próxima: 8 St – NYU (linhas R e W)

A 5ª Avenida começa no Washington Square Park, como continuação da Thompson Street. O parque que marca o início da avenida, já foi cenário de diversos filmes e séries que se passam em Nova York. Tem como marco, o grande arco de mármore Washington Square Arch, projetado por Stanford White. O monumento foi dedicado a George Washington em comemoração a 100 anos de sua posse em 1889.

Washington Square Park

O parque que foi batizado em homenagem ao ex-presidente tem uma origem sombria. Antigamente era um pântano, que passou a ser cemitério e local onde pessoas eram enforcadas. Segundo dizem, no local onde ficava a grande árvore para forca, hoje está a fonte que adorna o parque, em conjunto com o arco. Atualmente, é uma área verde agradável, que atrai vários turistas e famílias nova-iorquinas.

Estação de metrô mais próxima: 23 St Station (linhas N, Q, R, W)

Na altura da rua 23 (23 St), na famosa interseção da 5ª Avenida com Broadway, está localizado o Flatiron Building. Originalmente intitulado Fuller Building, este foi um dos primeiros prédios construídos em Nova York, inaugurado em 1902. Recebeu o nome de Flatiron por sua arquitetura lembrar um ferro de passar roupa. Foi considerado Marco Histórico da Cidade em 1966 e posteriormente, em 1989, Marco Histórico Nacional. São 21 andares em 93 metros de altura, que podem ser apreciados apenas do lado de fora, já que o local não é aberto para visitação.

Flatiron Building na Quinta Avenida em Nova York
Flatiron Building

Logo em seguida, entre as ruas 23 e 26, está o Madison Square Park, em homenagem ao presidente James Madison. Localizado em uma área que tem recebido muita atenção atualmente, o NoMad. O parque foi aberto ao público em 1847, apesar de ter sido dedicado ao ex-presidente em 1814. O motivo pelo qual o Madison Square Park atrai muitos turistas e nova-iorquinos é sua programação intensa que inclui programas de arte, música e até uma horticultura.

Na altura da rua 27, está localizado o pouco conhecido Museum of Sex. O museu tem como objetivo preservar e apresentar a história, evolução e significado cultural da sexualidade humana, através de artefatos, fotos, capas de revistas e obras de arte. Foi inaugurado em outubro de 2002 e desde então já recebeu 25 exibições, passando pela vida sexual dos animais, o universo do desejo e uma exposição com tom erótico exibido em quadrinhos. Na parte da frente, uma lojinha, cujo acesso é livre, isento de ingresso. O museu funciona todos os dias. Sem dúvida, um programa diferente para sair do roteiro básico de Nova York.

Museum of Sex na Quinta Avenida em Nova York

Mais adiante na Quinta Avenida em Nova York

Estação de metrô mais próxima: 33 St (linhas 4 e 6) ou 34 St – Herald Sq (linhas B, D, F, M, Q, R, W)

Entre as ruas 33 e 34, a cerca de 10 minutos a pé do Madison Square Park, está o famoso Empire State Building. O prédio já foi cenário de muitos filmes de Hollywood como o épico “King Kong”, “Tarde Demais para Esquecer” e “Sintonia de Amor”. Com uma altura de 381 metros (contando a antena são 443 metros), o prédio possui 102 andares. São duas plataformas de observação em 360 graus: a principal que fica no 86º andar e a superior, no 102º. Eu nunca subi até as plataformas de observação, porque preferi subir o Top of the Rock que fica no Rockefeller Center. O motivo: de lá se observa o próprio Empire State (foto). Mas acho que é algo que deve ser feito ao menos uma vez.

Empire State Building
Fachada e Vista do Empire State Building a partir do Top of The Rock

Além das plataformas de observação, a visita inclui o recém-restaurado lobby com murais art deco. Além disso, a exposição Dare to Dream, que conta a história da idealização e construção do edifício. A visitação ao edifício funciona todos os dias, das 08h às 02h, com o último elevador subindo às 01h15, ou seja, é possível ver Nova York de cima, a qualquer momento do dia (manhã, tarde e noite). Os ingressos varia em preço, dependendo do andar. Para evitar filas, existe o Express Pass.

Estação de metrô mais próxima: 5 Av (linha 7) ou 42 St – Bryant Park (linhas B, D, F, M)

Outro local na 5ª Avenida que já foi cenário de vários filmes, é a New York Public Library, incluindo “O Dia Depois de Amanhã”, “Ghostbusters” e “Oblivion”. Muitos turistas param para fotos em sua escadaria de acesso, mas a Biblioteca Pública de Nova York é muito mais do que sua fachada. É uma das mais importantes do mundo e dos Estados Unidos. Fundada em 1895, a biblioteca vem disponibilizando livros de forma gratuita há mais de 100 anos para vários bairros da cidade e sua coleção já passa de 50 milhões de itens. Na parte de trás da biblioteca, está um dos parques mais bonitos, o Bryant Park. Certamente, vale a pena dar uma esticadinha até lá.

New York Public Library
Fachada da New York Public Library

Estação de metrô mais próxima: 5 Av – 53 St (linhas E e M)

Na quadra entre as ruas 49 e 50, está localizada a Rockefeller Center Plaza, em frente ao complexo de 19 edifícios que leva o nome da praça. No alto do prédio principal está o ponto de observação Top of the Rock, de onde se tem uma belíssima vista de Nova York. No verão, a praça abriga restaurantes e no inverno, além da famosa pista de patinação, a árvore de Natal da cidade. Mais adiante, a grande estrutura de Prometheus é considerada a escultura mais fotografada de Nova York. Foi criada pelo escultor americano Paul Manship a frente de uma grande parede de granito.

Atrações Quinta Avenida em Nova York
Rockefeller Center e Catedral de St. Patrick

Pouco mais adiante, entre as ruas 50 e 51, está a estátua de Atlas. A escultura em bronze projetada por Lee Lawrie e Rene Paul Chamberllan foi inaugurada em 1937. Do outro lado da rua, está a Catedral de St. Patrick, projetada em estilo neogótico por James Renwick, Jr. A catedral de São Patrício, feita de tijolo folhado em mármore, foi inaugurada em 1879, após um período de 20 anos de construção. Com dimensões gigantescas (53 x 100 metros e 100 metros de altura), passou por grandes momentos históricos, sendo a grande missa em honra às vítimas do atentado de 11/09, o grande marco dos últimos tempos. Aberta todos os dias das 06h30 às 20h45.

Quase na esquina da rua 57, está um prédio comercial, que ficou famoso nas telas do cinema, o prédio da joalheria Tiffany & Co. No filme “Bonequinha de Luxo” (Breakfast at Tiffany’s), a personagem de Audrey Hepburn tomava café da manhã todos os dias em frente à joalheria.

Quinta Avenida em Nova York, além do Central Park

A partir da rua 59, a 5ª Avenida é ladeada pelo Central Park até a rua 110. Neste trecho, destacam-se diversos museus de Nova York. Por exemplo, o The Metropolitan Museum of Art (entre as ruas 79 e 84), o Guggenheim Museum (entre as ruas 88 e 89) e o Museu da Cidade de Nova York (entre as ruas 103 e 104). A partir da rua 110, a avenida continua, sem todo o “glamour” de sua outra parte. Porém entre as ruas 120 e 124, ela corta o Marcus Garvey Park, terminando às margens do rio Harlem, na altura da rua 141.

Diversos hotéis também estão localizados próximo à Quinta Avenida em Nova York. Faça a sua reserva de hotel em Nova York por aqui e ajude a manter o site sempre atualizado. Você não paga nada a mais por isso.

7 thoughts on “Quinta Avenida em Nova York além das compras

  1. Passear pela quinta avenida em Nova York é viajar por cenários de filmes! Eu tive essa sensação nas duas vezes em que estive lá, mas lendo o seu post fiquei com vontade de voltar e ver tudo de novo, e conhecer os lugares que ainda não fui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *