Key West

O quê e onde comer em Key West

Visitar Key West no verão – como fizemos em julho de 2017 – é para aproveitar o que a cidade tem de melhor a oferecer. São tantas atividades, que acabamos com pouco tempo para comer em Key West. O clima da cidade durante a estação é bem de um balneário, onde os visitantes acabam de curtir uma praia e sentam em um dos bares para curtir um som e comer algo leve.

Claro que a cidade apresenta restaurantes elegantes para quem quer um jantar mais sofisticado, entre eles o Tavern N Town, Latitudes e o A&B Lobster House. Inclusive, no final de julho acontece o festival de lagosta na cidade. Mas como tínhamos pouco tempo na cidade, o interesse foi cobrir o maior número de atrações possíveis, incluindo conhecer alguns bares bem agitados da cidade, que foi onde aproveitamos um pouco da gastronomia local.

Nossa primeira parada foi no Sunset Pier, que fica localizado em frente ao Pier House Resort & Spa, onde nos hospedamos. Como o próprio nome já diz, o restaurante fica em um píer de madeira que avança em direção ao Golfo do México, de onde se pode assistir ao incrível pôr-do-sol de KeyWest. Com mesas coloridas protegidas por ombrelones amarelos, o visual é bem interessante. Durante toda a tarde e à noite, ainda tem música ao vivo no palco montado no início do píer.

Como adoro comida mexicana, optei pela Quesadilla recheada com carne e queijo Monterey Jack, cebola, pimenta vermelha e verde com molho sour cream, que vem acompanhada de uma espiga de milho cozido. Já o João optou pelo Sunset Pier Burger, feito com blend de angus e bacon, queijo, alface, tomate e cebola. E para acompanhar os pratos, uma porção de Yucca Fries, um tipo de aipim frito com bacon, queijo e jalapeño. Como estava bem quante, optamos pelos Frozen Drinks: Rum Runner e Frozen Margarita. Ótima opção para uma comida rápida e gostosa.

Impossível visitar Key West e não ouvir falar de Ernest Hemingway e principalmente do Sloppy Joe’s, bar que o escritor frequentava assiduamente quando morava na cidade. Ele era tão assíduo que até levou um souvenir para sua casa (clique para ler sobre). A atual localização, não é a mesma que o escritor frequentava, mas sim uma versão ampliada, com direito até a uma lojinha de souvenires, mas quem quiser ser fiel ao original, basta visitar o Capt. Tony’s Saloon, onde funcionou o Sloppy Joe’s entre 1933 e 1937.

Em um final de tarde, fui conhecer o bar atual e aproveitar para petiscar e tomar mais um Rum Runner. O drink é super tradicional em Key West, fazendo referência à época da proibição no ramo de bebidas, tornando o transporte de rum e outras bebidas, um grande negócio clandestino, chamado de rum-running. O Sloppy Joe’s Bar nasceu no dia 05 de dezembro de 1933, dia em que essa proibição terminou. Para acompanhar o Rum Runner e aproveitar o show de música ao vivo, pedimos uma porção de Muzzarella Sticks com salsa picante. Vale a pena conhecer e aproveitar um pouco esse bar que é um clássico de Key West.

Outra iguaria típica de Key West é a Key Lime Pie, vulgo torta de limão. Apesar de servida em vários locais, inclusive existem lojas vendendo biscoitos, chocolates e sorvete de key lime, nós experimentamos a sobremesa no Smokin’ Tuna Saloon, um outro bar com música ao vivo bem característico de Key West.

A não ser que você tenha uma indicação muito boa de um restaurante na cidade, o que eu acho legal fazer em Key West é ir pulando de bar em bar, aproveitando o clima e a música, experimentando drinks e cervejas, enquanto prova um petisco ou um sanduíche leve. Será uma experiência gastronômica bem interessante.

Sunset Pier: 0 Duval St – Key West – Tel.: +1 305-296-7701

Sloppy Joe’s: 201 Duval St – Key West – Tel.: +1 305-296-2388

Smokin’ Tuna Saloon: 4 Charles St – Key West – Tel.: +1 305-517-6350

Leo Vidal
Carioca, biólogo, apaixonado por música, filmes e sempre disposto para novas viagens. Compartilha suas dicas de viagem há mais de 5 anos, sempre antenado ao melhor da gastronomia e hotelaria.

One thought on “O quê e onde comer em Key West

  1. Key West era uma dúvida antes da viagem e me conquistou demais por esse jeito Boêmio!

    Comer e beber lá definitivamente me agradaram, mas não cheguei a conhecer esses restaurantes que você indicou!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *