Estação das Docas
Belém

Estação das Docas: pólo gastronômico e cultural na orla do Guajará

Um complexo turístico e cultural com ótimos restaurantes faz da Estação das Docas um local que reúne os moradores de Belém e atrai vários turistas. Apesar da restauração dos armazéns da região do porto da capital paraense, ainda saem dali vários barcos que fazem passeios turísticos para diversas localidades próximas.

A Estação das Docas é resultado de uma grande restauração do antigo porto fluvial em Belém, em 2000, se tornando um complexo turístico que oferece opções de gastronomia, compras, lazer e eventos. Os três armazéns de ferro inglês foram mantidos e são uma mostra da arquitetura característica da segunda metade do século XIX. Marca registrada do complexo, guindastes do século XX estão expostos na área externa às margens da baía do Guajará.

O complexo possui 500 metros voltados para essa orla em uma área aberta que reúne muitos casais e turistas, e três armazéns distribuídos em 32 mil metros quadrados, além do terminal para embarque e desembarque de passageiros.

Cada armazém da Estação das Docas recebe um dos pólos apresentados pelo complexo. No armazém 1, batizado como Boulevard das Artes, estão várias barracas e lojas que vendem desde artesanato regional a roupas, tanto no andar térreo como no mezanino, onde são vendidos produtos de perfumaria, lembrancinhas, joias e até um salão de beleza. O armazém 2, nomeado Boulevard da Gastronomia, abriga vários restaurantes típicos da região como o Lá em Casa,  Capone e outros.

Nós escolhemos dois locais para comer. O primeiro foi o Amazon Beer, um bar com mesas na área interna e externa, onde ficamos. O local produz oito tipos de cervejas com ingredientes regionais, das quais experimentamos a Stout Açaí de alto teor alcoólico com aroma e sabor de café, chocolate e malte torrado, faturada com açaí (7,2% Vol.); a Forest Pilsen que é mais leve com aroma de cereais, biscoito e pão e leves notas de lúpulo (3,8% Vol.); e a Forest Bacuri no estilo Fruit Beer, clara e leve com aroma frutado proveniente da maturação com bacuri, típico da região (3,8% Vol.).

Para acompanhar as cervejas, pedimos uma porção (8 unidades) de bolinhos de pato no tucupi que são muito bem recheados; o queijo de Marajó produzido com leite de búfala da Ilha de Marajó, grelhado e servido em uma chapa quente; e a linguiça de metro recheada com queijo, servida com mostarda e molho especial da casa. Confesso que foi bastante coisa para duas pessoas, mas tudo estava muito gostoso. Quem quiser, ainda pode comprar as cervejas na loja que fica na parte interna, mas certamente encontrará mais barato em outros pontos da cidade.

O que eu queria muito experimentar era o sorvete da Sorveteria Cairu e no Boulevard da Gastronomia fica um quiosque com vários dos sabores regionais e tradicionais. Experimentei os regionais, claro: Mestiço (misto de açaí com flocos de tapioca e bacuri) e de Taperebá, o cajá da região amazônica. Os sorvetes são servidos em mais de um sabor e vários tamanhos.

No armazém 3, conhecido como Boulevard de Feiras e Exposições está a exposição permanente que conta a história da navegação no Pará. No dia que visitamos o complexo, estava acontecendo um festival de Carimbó, dança de roda típica do litoral do Estado. Vale conferir a programação cultural no site. Além disso, o complexo turístico conta com o Teatro Maria Sylvia Nunes, o Anfiteatro São Pedro Nolasco e espaço para eventos e casamentos.

Estação das Docas

Como adoro presenciar o pôr-do-sol, cheguei à Estação das Docas no final da tarde, mas por conta do tempo nublado, não tive a chance de observar o sol, apenas o céu do crepúsculo que já foi lindo demais.

Quem for de carro, conta com estacionamento rotativo no local, mas também há ponto de táxi para quem prefere não ir dirigindo. A Estação das Docas está bem perto do Mercado Ver-o-Peso e do Forte do Presépio, podendo conciliar a visita aos três locais em um mesmo dia.

Endereço: Av. Boulevard Castilho, s/n – Campina – Tel.: (91) 3212-5525

One thought on “Estação das Docas: pólo gastronômico e cultural na orla do Guajará

  1. Que saudade da Amazon Beer! Eu ia bastante à Belém do Pará a trabalho e sempre visitava a Estação das Docas. Um dos meus lugares favoritos na cidade. Mas depois inclusive visitei a cidade à turismo e novamente dei uma passada por ali. A estação das docas é um lugar super agradável e com ótimos restaurantes. Eu experimentei um sorvete de tapioca por ali mas não sei se é o mesmo que você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *