Dia Mundial sem Carne no Rio
GASTRONOMIA ROTEIROS

Dia Mundial sem Carne no Rio: opções nos restaurantes

Dia 20 de março é comemorado o Dia Mundial Sem Carne. A data surgiu em 1985 nos Estados Unidos com a ONG FARM, se consagrando no calendário do movimento vegetariano. Aos poucos, essa data passou a fazer parte da vida de todos apaixonados pela gastronomia, no mundo inteiro. No Brasil, vem ganhando cada vez mais força. Por isso, reunimos sugestões de restaurantes e delivery para comemorar o Dia Mundial sem Carne no Rio.

Bahl Restaurante – As sugestões são ótimas opções de entrada. O Edamame que é a vagem de soja verde, que bem cozida e salpicada com flor de sal (R$ 21). E também, o Dadinho de Tapioca que vem com mel de maracujá levemente picante (R$ 24).

dadinhos de tapioca
Dadinhos de Tapioca do Bahl

Darkcoffee – Entre as opções de refeições no Dia Mundial sem Carne no Rio, a cafeteria aposta em pratos a partir de R$ 18, como o Spaghetti Pomodoro. Uma outra opção é a aba “Monte Seu Prato”, onde o cliente escolhe uma proteína, uma salada premium ou um acompanhamento premium ou dois acompanhamentos e um molho. Outra opção é o Futuro Burger (R$43).

Deli 43 – A deli destaca o Ravioli verde com mozzarella (R$ 37,50) e de entrada Croquete de Cogumelos (R$ 8,90). Nas saladas, a Salada 43 com alface crespa, rúcula, queijo brie, castanha de caju e molho de mostarda com mel (R$ 25); e a Salada Verde de alface crespa, rúcula, tomate, queijo minas e vinagrete de cebola (R$ 21).

Gajos d’Ouro – O restaurante em Ipanema destaca a Salada de rúcula com pera, nozes, gorgonzola e mel trufado (R$ 44)

Ino – O restaurante destaca o Ravioli recheado com pera, cogumelos shimeji, geleia de pimenta com busca vida e fonduta de queijo azul da Serra das Antas (R$ 72 – foto de capa).

Kitchen Asian Food – Para comemorar o Dia Mundial sem Carne no Rio, o restaurante de culinária destaca o Pad Thai. A tradicional massa de arroz tailandês é servida com ovos mexidos, nirá, moyashi e amendoim. Acompanha mix de pimentas da casa (R$ 47).

Momus – A casa no Centro destaca o Pupunha ao Forno servido com manteiga de garrafa e vinagrete da casa (R$ 45); e o Nhoque de Batata Doce e Vegetais da Terrinha – vegetais brasileiros e fonduta de cúrcuma (R$ 44).

Nido Ristorante – A sugestão do restaurante no Leblon é Mezzaluna di figo e taleggio. Um ravióli de queijo com o toque adocicado do figo (R$ 85) perfeito para o Dia Mundial sem Carne no Rio.

Safari Burger & Grill – Quem quer comemorar o Dia Mundial sem Carne no Rio com hambúrguer, a sugestão é o Safari Vegetariano. Feito com burger de quinoa com tempero de vegetais e ervas, muçarela, alface americana crocante, tomate e molho safari (R$ 32).

Hambúrguer para o Dia Mundial sem Carne no Rio
Safari Vegetariano (Divulgação)

Signatures – No restaurante da escola de gastronomia Le Cordon Bleu, a sugestão é o Bowl de curry vegano, arroz de coco, caju e shitake (R$ 68).

Spoleto – A rede apresenta receitas variadas para o Dia Mundial sem Carne no Rio. Salada de Massa (R$ 25) – mix de folhas da estação, ½ porção de massa penne ou farfalle com seis ingredientes (alho poró, cebola, brócolis, espinafre, tomate e uva passa). Além disso, Penne ao molho Pomodoro (R$ 25,50) e o Spaghetti com Almôndega do Futuro (R$ 21,90). A almôndega é feita à base de plantas, com sabor e textura de carne animal.

Tutto Nhoque – O cardápio criado pela chef Helena Murucci oferece os nhoques de massas 100% artesanais e frescas. São 13 opções de nhoques e 12 molhos, sendo 3 nhoques e 3 molhos veganos. Nas versões de grão de bico (R$ 23), banana da terra (R$ 21) e polenta (R$ 19), para acompanhar molhos de curry (R$ 20), sugo (R$ 17) ou ragu de carne de jaca (R$ 23). Já nas opções vegetarianas, nhoques de batata, batata roxa, batata baroa, batata doce, aipim, abóbora, ricota com espinafre (R$ 21 cada). Ainda os de fungui (R$ 24) e azeitona (R$ 25). Entre os molhos, opções como bechamel (R$ 17) e creme de queijo (R$ 20).

Já selecionou o que te apeteceu mais para comemorar o Dia Mundial sem Carne no Rio? Conta nos comentários.

Foto de capa: Filico

Leo Vidal
Leo Vidal
Carioca, biólogo, apaixonado por música, filmes e sempre disposto para novas viagens. Compartilha suas dicas de viagem há mais de 5 anos, sempre antenado ao melhor da gastronomia e hotelaria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *