Circuito Mágico das Águas em Lima
Lima

Circuito Mágico das Águas: atração imperdível em Lima

Uma atração para a família toda em Lima é visitar o Circuito Mágico das Águas no Parque de la Reserva. O parque conta com um maravilhoso conjunto de 13 fontes ornamentais e interativas. A água se mistura ao som, luzes, músicas e imagens, criando um belo espetáculo para os visitantes.

Parque de la Reserva

O Parque de la Reserva recebe esse nome em homenagem aos reservistas que defenderam a cidade de Lima durante a Guerra do Pacífico. Foi inaugurado em fevereiro de 1929 pelo presidente Augusto B. Leguia. Posteriormente, ao longo dos anos, se tornou o parque mais visitado de Lima por sua bela composição artística e pelo Circuito Mágico das Águas.

Porém, o parque não se resume apenas às fontes ornamentais que compõem o Circuito Mágico das Águas. A recuperação do Parque de la Reserva incluiu a preservação de mais de sete mil árvores e de toda a fauna que nele habita. Essa preservação ainda conta com um cuidado extra com o meio ambiente, já que o parque reduziu o uso de energia elétrica em 70%. Isso tudo devido a luminárias LED, dessa forma reduzindo o uso de água potável em 30%.

Parque de la Reserva em Lima
Parque de la Reserva em Lima

Como chegar ao Parque de la Reserva

Quando estivemos em Lima em abril de 2014, deixamos para visitar o parque depois do almoço. Saímos do restaurante Pescados Capitales negociando o preço do táxi até o parque. De carro, a melhor entrada é a Puerta 5. Caso você esteja a pé, a melhor entrada é a Puerta 3.

Chegamos ao parque por volta das 16h e pudemos aproveitar as fontes ainda de dia. Em seguida, pudemos apreciar a iluminação especial que elas recebem à noite. Dessa forma, pudemos aproveitar o melhor do Circuito Mágico das Águas. Então, programe-se para fazer o mesmo, que certamente será uma ótima experiência!

Quanto custa o ingresso para o Circuito Mágico das Águas?

O ingresso para o parque custa S/. 4 (4 soles) e crianças abaixo de 5 anos e maiores de 65 anos têm entrada gratuita. Importante ressaltar que o parque não abre às segundas-feiras, apenas de 3ª a domingo das 15h às 22h30. Para os que vão de carro, o estacionamento custa S/. 10. No ingresso já está incluído o Circuito Mágico das Águas.

Reserve seu hotel em Lima aproveitando os melhores preços

Tour pelo Circuito Mágico das Águas

O Circuito Mágico das Águas ostenta reconhecimento e distinção mundial. Recebeu do livro Guiness de recordes em 2009 o título de “Maior Complexo de Fontes em um Parque Público no Mundo”.

As fontes são de diversos formatos, em especial figuras geométricas ou zigue-zagues em referência à Belle Epoque. Além disso, apresenta estruturas arquitetônicas como a Gran Logia desenhada pelo arquiteto francês Claudio Sahut.

Fontes Ornamentais do Circuito Mágico das Águas

Nosso tour, primeiramente passou pela Fuente Rio de los Deseos. Uma fonte em formato de rio sinuoso com ponte cruzando e chafariz nas extremidades. Próximo a essa fonte fica a Casa Sabogal, conhecida também como Casa Inca. Uma casinha amarela do artista peruano José Sabogal – que me lembrou uma estrutura em lego – representando a máxima expressão do indigenismo.

Em seguida, passamos pela Fuente de las Tradiciones. Uma fonte simples em meio a uma escultura datada de 1929 em homenagem aos indígenas. A fonte à noite recebe iluminação comum, diferente de outras que recebem iluminação colorida.

Fonte Rio dos Desejos e Fonte das Tradições
Fonte Rio dos Desejos e Fonte das Tradições

Fontes Interativas espalhadas pelo Parque

Seguindo pelo Circuito Mágico das Águas, passamos pela Fuente de la Vida e logo após pela Fuente Laberinto del Ensueño. Esta última é aquele estilo de fonte muito comum que funciona por um tempo, para e depois volta a funcionar. Permitindo dessa forma que as pessoas fiquem em meio aos jatos de água. Mas é claro, que sempre tem o povo que se molha mesmo. Em especial as crianças que correm em direção à fonte sem se preocupar com o banho que levarão.

Fontes Interativas no Parque de la Reserva
Fonte da Vida e Fonte Labirinto dos Sonhos

A fonte mais legal em termos de interatividade foi a Fuente Túnel de las Sorpresas. Apesar de nada mais que um túnel formado por jatos de água, é super divertido. Durante o dia sem iluminação já é demais passar por dentro do túnel, mas à noite com a iluminação fica ainda mais bonito. Claro que pelo túnel passam várias pessoas ao mesmo tempo então tirar uma foto exclusiva pode ser meio difícil.

Melhor fonte do Circuito Mágico das Águas
Fonte Túnel das Surpresas

Ainda no Circuito Mágico das Águas, passamos pela Fuente de la Ilusión. Uma fonte simples com um monumento equestre atrás – Monumento a Sucre – do escultor peruano David Lozano Lobatón. Este monumento é de 1924, em homenagem a Antonio José de Sucre. Ele foi um militar e estadista venezuelano, herói da independência hispânica. Posteriormente, sexto presidente peruano.

Expotúnel e a importância da Água

De lá passamos por um túnel subterrâneo chamado de Expotúnel. Por ali estão expostas informações sobre a água. Como economizar; de onde elas vêm; e, por fim, uma ilustração de que 70% do nosso corpo humano é composto por água. Vale muito a pena tirar foto no “boneco” com 70% do corpo desenhado em água.

Expotúnel
Expotúnel

Outras fontes monumentais do Parque

É por este túnel que atravessamos para chegar até uma outra área do parque. Em decorrência da hora, muitas das fontes já estavam iluminadas, a partir desse momento do nosso tour pelo Circuito Mágico das Águas. E isso foi perfeito porque são iluminações bem interessantes como a da Fuente de la Armonia em formato piramidal e da Fuente Cúpula Visitable.

Fonte da Harmonia no Parque de la Reserva
Fonte da Harmonia e Fonte da Cúpula Visitável

Passamos também pela Fuente Tangüis que recebe uma iluminação que vai mudando de cor. Inclusive é onde fica o Monumento a Tangüis do arquiteto peruano Manuel Piqueras e esculpido por Ismael Pozo. Fermin Tangüis foi um contador que se dedicou a trabalhar na agricultura do Valle del Pisco no cultivo do algodão.

Monumento a Tanguis
Monumento Tanguis

Próximo a ela está uma escultura toda coberta por plantas em formato de bule que me remeteu muito a como seria o País das Maravilhas de Alice. No entanto, a fonte mais interessante nessa área é a Fuente Arco Iris. Como o nome já diz, recebe uma iluminação colorida, formando dessa forma todo o espectro de cores. Lindíssima!

Fonte do Arco-Iris
Fonte Arco-Íris

Passamos também pela Fuente Mágica também que fica em frente à Gran Logia, mas achamos bem sem graça, mesmo depois de iluminada. Contudo, o melhor ainda estava por vir.

Grande Espetáculo do Circuito Mágico das Águas

Deixamos por último a Fuente de la Fantasía, local onde ocorrem projeções espetaculares. O espetáculo mescla aa riqueza cultural peruana em sincronia com jogos de água, música e cores. Passamos por ela no anoitecer e sem iluminação ela não é tão bonita como à noite durante o espetáculo.

Espetáculo do Circuito Mágico das Águas
Espetáculo Noturno do Circuito Mágico das Águas

O grande espetáculo do Circuito Mágico das Águas ocorre três vezes ao dia nos horários de 19h15, 20h15 e 21h30. Vale a pena chegar à fonte um pouco antes do horário do espetáculo para guardar lugar na grade que circunda a fonte e assistir o espetáculo bem de perto. Sem dúvida, um gran finale para o tour pelo Parque de la Reserva em Lima.

Leo Vidal
Carioca, biólogo, apaixonado por música, filmes e sempre disposto para novas viagens. Compartilha suas dicas de viagem há mais de 5 anos, sempre antenado ao melhor da gastronomia e hotelaria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *