Casas de Neruda
Santiago

Casas de Neruda para visitar em Santiago e Valparaíso

Pablo Neruda foi um dos mais importantes poetas da América Latina. Chileno, da cidade de Parral, teve importante participação na vida política do país e desenvolveu uma grande carreira diplomática. As casas de Neruda recebem atualmente visitas de inúmeros turistas.

Quem foi Pablo Neruda

Pablo Neruda, pseudônimo de Ricardo Reyes, nasceu na região de Maule em 1904. O poeta deixou um grande legado para o mundo com suas poesias. Seu livro mais famoso é “Vinte Poemas de Amor e uma Canção Desesperada”. Foi eleito senador pelo Partido Comunista, o que lhe rendeu uma perseguição política. Com as mudanças políticas no Chile, Neruda foi perseguido pela ditadura. Em 1971, ganhou o Prêmio Nobel de Literatura. Faleceu em Santiago em 1973, em decorrência de um câncer de próstata, logo após o golpe militar.

Casas de Neruda se tornaram museus

Neruda deixou três casas no Chile que atualmente funcionam como museus. Quando estivemos no país conhecemos duas das casas de Neruda: La Chascona em Santiago e La Sebastiana em Valparaíso. A terceira casa fica em Isla Negra, conhecida como Casa Museo Isla Negra, no entanto, não visitamos.

La Chascona em Santiago

Construída em 1953 em Santiago, no bairro de Bellavista. Foi a casa que o poeta usava para se encontrar clandestinamente com sua amante Matilde Urrutia, a quem havia dedicado “Os Versos do Capitão”. O nome La Chascona, que significa “A Descabelada”, é em homenagem a ela. Neruda se separou de sua mulher e casou-se com Matilde em 1966.

O projeto original da casa é do arquiteto catalão Germán Rodríguez, porém o poeta a adaptou de acordo com seu gosto. La Chascona é um museu com objetos de Pablo Neruda, apesar de muita coisa ter sido saqueada durante o golpe militar de 1973. Matilde, após a morte do poeta se empenhou em recuperar os itens roubados e reparar os danos causados pelo vandalismo.

Como reflexo do amor de Neruda pelo mar, a casa lembra muito um navio, com janelas que remetem a claraboias dos navios, tetos em arco e objetos trazidos de várias viagens feitas pelo poeta. Aliás, em La Chascona se encontra uma pinacoteca, obras de pintores chilenos e estrangeiros, além da medalha do Prêmio Nobel de Literatura. Destaque para a sala de jantar, que mantém talheres usados pelo casal em várias das festas que deram na casa.

Casas de Neruda - La Chascona
La Chascona em Santiago

Informações sobre a visita

Para conhecer seu interior é preciso pagar uma taxa de admissão que inclui um áudio-guia disponível em vários idiomas, incluindo o português. A casa está aberta de 3ª a domingo, das 10h às 18h. Em janeiro e fevereiro, o tempo de visitação amplia até às 19h.

La Sebastiana em Valparaíso

A segunda casa de Neruda que conhecemos, foi a La Sebastiana que fica em Valparaíso. Cidade tombada pela UNESCO, Valparaíso fica a 120 km da capital chilena. Em um tour para a cidade e também Viña del Mar, fomos conhecer La Sebastiana, a última casa comprada por Pablo Neruda no Chile.

A casa pertencia ao espanhol Sebastián Collado que ao morrer em 1949, deixou-a inacabada. Neruda tinha incumbido suas amigas Sara Vial e Marie Martner a encontrar um casa barata, com poucos vizinhos, uma vista do mar e com comércio por perto. A casa foi inaugurada por Neruda em 1961 com uma grande festa e recebeu esse nome em homenagem ao seu primeiro proprietário, Don Sebastián.

La Sebastiana também sofreu saques depois do golpe militar de 73, e posteriormente, em 1991, sofreu restaurações. Em 1994 foi construída a praça de mesmo nome da casa, inaugurada pelo então presidente da república, Don Patrício Aylwin Azócar. Na praça, um banco com uma placa de bronze como se fosse a sombra de Neruda, é a grande atração para fotos.

Muitas relíquias enfeitam a casa de três andares que hoje serve de museu, como pinturas, caixas de música e um velho cavalo de carrossel talhado em madeira. Na casa estão mapas antigos, incluindo alguns náuticos, refletindo mais uma vez a paixão de Neruda pelo mar. Contudo, o maior e mais lindo exemplo desse amor é a ampla janela da casa de onde se tem uma vista incrível do Oceano Pacífico e da cidade de Valparaíso. Por fim, na praça La Sebastiana há ainda uma loja de souvenires e um café.

Casas de Neruda - La Sebastiana
La Sebastiana em Valparaíso

Informações sobre a visita

A visita pelo interior da casa é feita após pagar uma taxa de admissão. Assim como em Santiago, é feita com um áudio-guia disponível em vários idiomas, incluindo o português. A casa abre de 3ª a domingo das 10h10 às 18h. Em janeiro e fevereiro, o horário também é alterado e passa a ser de 10h30 às 18h50.

A intenção agora é voltar ao Chile e ir até Isla Negra para conhecer a terceira casa de Pablo Neruda. Certamente, mais um ícone de museus chilenos.

Leo Vidal
Leo Vidal
Carioca, biólogo, apaixonado por música, filmes e sempre disposto para novas viagens. Compartilha suas dicas de viagem há mais de 5 anos, sempre antenado ao melhor da gastronomia e hotelaria.

5 thoughts on “Casas de Neruda para visitar em Santiago e Valparaíso

  1. Visitei essas duas casas do Neruda durante a minha viagem a Santiago e fiquei encantado com passeio!

    Sem dúvida são atrações que valem a pena!

    Queria também ter visitado a casa de Isla Negra, mas infelizmente faltou tempo para isso!

    Ótimas dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *