Alfama em Lisboa
Lisboa

Alfama em Lisboa: um tour pelo tradicional bairro lisboeta

Um dos bairros mais tradicionais e antigos, a Alfama em Lisboa teve seu apogeu na época em que os mouros dominavam a Península Ibérica. No início da Idade Média, os ricos habitantes começaram a se mudar por medo de terremotos e o bairro passou a ser povoado basicamente por pescadores e pessoas de baixa renda. Atualmente, é muito frequentado pelos turistas por conta do Castelo de São Jorge, mas além disso existem outras atrações bem interessantes no bairro.

Para chegar até o bairro uma opção é o elétrico (bonde) 28 ou o autocarro (ônibus) 737. Uma sugestão: visite primeiro o Castelo de São Jorge, que assim ficará mais fácil caminhar pelo bairro, já que estará em uma descida. Leia mais informações sobre o Castelo de São Jorge. Na minha opinião, andar a pé é sempre mais interessante para descobrir os cantinhos do local e a Alfama é um local a ser descoberto, já que abriga mercearias, lojas, restaurantes, casas de fado.

O nome Alfama deriva do árabe “al-hamma”, que significa banhos ou fontes, já que ali se encontrava um conjunto de nascentes minero-medicinais em decorrência de uma falha geológica. Muitas dessas nascentes se transformaram em chafariz, que estão espalhados pelas ruas. Pouca coisa da época moura ficou de pé após o terremoto de 1755, mas o clima do bairro ainda nos remete a essa época. Casas onde os varais com roupas penduradas colorem suas fachadas são a grande característica do bairro.

Vista de Alfama em Lisboa

Em um ponto alto da Alfama, está o Castelo de São Jorge, de onde se tem uma linda vista de Lisboa. Contudo, o bairro abriga outros mirantes – ou miradouros – que merecem destaque por sua beleza e pela vista que proporcionam. Se o turista for mais acima, além do castelo, chegará ao Miradouro da Nossa Senhora do Monte. Na descida do castelo, encontra-se o Miradouro de Santa Luzia é o mais famoso deles por apresentar uma vista privilegiada sobre o Tejo. No terraço ao lado da Igreja de Santa Luzia, um jardim florido e uma piscina. Chama atenção os dois painéis azulejados: um mostra a praça do Comércio antes do terremoto e o outro, o ataque do Castelo de São Jorge pelos cristãos em 1147.

Alfama em Lisboa
Miradouro de Santa Luzia

Além da Igreja de Santa Luzia, na Alfama estão outras igrejas famosas da capital portuguesa. A antiga igreja de Santa Engrácia, hoje abriga o Panteão Nacional, onde estão os túmulos de grandes nomes da história portuguesa. Foi fundado no século 16, reconstruído em 1681 pelo arquiteto João Antunes, mantendo sob a cúpula moderna, o espaço majestoso da nave da antiga igreja, decorada de mármores coloridos, característica da arquitetura barroca portuguesa. Entre as personalidades sepultadas no Panteão estão o escritor e dramaturgo Almeida Gerrett; Manuel de Arriaga, o primeiro presidente eleito da República de Portugal; Amália Rodrigues, uma das mais famosas cantoras de fado; o poeta João de Deus, entre outros. Quem estiver visitando o Panteão nas terças e sábados, pode aproveitar para conhecer a famosa Feira da Ladra – um mercado de pulgas -, que acontece semanalmente em sua proximidade.

Igrejas em Alfama

Dentre as mais visitadas destaca-se a Catedral da Sé que foi construída em 1150, no local onde havia uma mesquita, para o primeiro bispo de Lisboa, logo após a reconquista da cidade pelos portugueses. A Catedral foi destruída no terremoto de 1755 e reformada ao longo dos séculos, justificando a mistura de vários estilos arquitetônicos. A fachada em estilo românico lembra muito a Notre Dame de Paris, com dois campanários gêmeos unidos ao centro por uma rosácea. No interior predomina a nave românica com nove capelas e um claustro góticos. A grande “atração” da catedral sem dúvida é a pia batismal onde Santo Antônio foi batizado em 1195, escoltada por uma cena em azulejo onde o santo está pregando para os peixes.

Alfama em Lisboa
Catedral da Sé de Lisboa

Aliás, Santo Antônio de Pádua é o santo mais querido dos lisboetas e foi declarado em 1934 padroeiro de Portugal pelo papa Pio XI. A popular Igreja de Santo Antônio está situada onde se acredita que ficava a casa onde nasceu. Também destruída pelo terremoto de 1755, a reconstrução foi conduzida pelo arquiteto Mateus Vicente, que foi responsável também pela linda Basílica da Estrela. O exterior da igreja estava em reforma agora em 2018, mas em 2011 pude tirar foto da fachada que mistura os estilos barroco e neoclássico. No interior, um painel de azulejos retrata a visita do papa João Paulo II em 1982. Por ser considerado o santo casamenteiro, muitos casais visitam a igreja para pedir proteção e prosperidade.

Igreja de Santo Antônio

Museus em Alfama

Por fim, Alfama também abriga dois museus interessantes. O Museu de Artes Decorativas que reúne um acervo de design e decoração doado pelo milionário português Ricardo do Espírito Santo, organizado de forma temporal. O museu funciona diariamente das 10h às 17h, com exceção das terças-feiras. Alfama é considerada o berço do fado e nada mais justo que ser o bairro onde está o Museu do Fado. A mostra conta a história do gênero musical popular e dramático, desde sua origem no século 19 até a atualidade. O museu está aberto de terça a domingo das 10h às 18h.

Reserve um dia do seu roteiro em Lisboa para explorar o bairro, aproveitando para comer em algum dos restaurantes da região. Por ali também é fácil encontrar lojas para todos os gostos. Desde artigos de decoração até souvenires típicos da região e de todo o país.

7 thoughts on “Alfama em Lisboa: um tour pelo tradicional bairro lisboeta

  1. Oi!
    Adorei o conselho, mas ele veio meio tarde para mim.
    Fui ara Lisboa em 2019, mas só pór 2 dias. Infelizmente, passei longe de Lisboeta. Uma pena! Se eu soubesse que é tão bonito assim, teria ido, claro.
    Valeu pelos conselhos, vou seguir suas viagens de perto 🙂

  2. Olá,

    Amei seu post, trouxe muitas informações valiosas de lugares que preciso conhecer. Alfama parece ser um lugar que me conquistaria, pois os dos pontos que você citou: igreja e museus, são coisas que normalmente adoro visitar em um local novo.
    Também amei as fotos, como sempre, você arrasou. Adoro as suas dicas, sempre tão precisas!

    Beijos!

  3. Que lugar incrível! Eu realizei um sonho antigo no ano passado, que era conhecer o Uruguai. Com certeza, depois desse post, Lisboa está na minha lista de próximas viagens. Adorei!

  4. alfama é linda, vale a pena visitar, e o miradouro é de deixar sem ar, sem palavras a aquela vista é de cortar a respiração é certamente o melhor sitio para ver lisboa no seu melhor

  5. Alfama é linda, só a vista do miradouro é de deixar sem respiração é linda demais e é a melhor vista sob a cidade de lisboa, espero que tenhas feito um desvio e tenhas dado uma trica mos pasteis de belém

  6. Olá, tudo bem?

    Eu não sabia da existência desse lugar, mas também não conheço Lisboa ou Portugal e vontade de conhecer não falta. Parece ser um lugar bem bonito! Obrigado pela dica!
    Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *