seguro saúde em viagem
Documentação

A importância do seguro saúde em viagem

Como estamos sempre viajando, sabemos da importância em contratar um seguro saúde em viagem. Muitas vezes contratamos o seguro e felizmente não usamos. Contudo, em nossa última viagem a Portugal, precisamos aciona-lo e ainda bem que estávamos amparados.

Seguro Saúde em Viagem para Europa

A contratação de um seguro saúde em viagem não é obrigatória, exceto para a Europa, porém altamente recomendada. Na Europa é exigido o seguro para entrada de estrangeiros. Ou seja, os turistas precisam ter uma cobertura médica e hospitalar de, no mínimo, 30 mil euros. Apesar de nunca terem me pedido para mostrar a apólice no momento da imigração, sempre faço o seguro viagem com cobertura mínima no valor exigido. Nele está incluído assistência médica e repatriação médica e funerária.

O seguro viagem obrigatório no “Espaço Schengen” dentro da Europa é exigido desde 2012. Por exemplo, para países como França, Itália, Espanha, Alemanha e Portugal, você precisará do seguro saúde. O Reino Unido não segue o Tratado de Schengen. No entanto, na Irlanda, a contratação do seguro é obrigatória, mas não é exigido o valor mínimo de 30 mil euros.

Qual o motivo de contratar o seguro saúde em viagem? Simples! A saúde pública desses países não se responsabiliza pelos atendimentos de estrangeiros. Desta maneira, eles precisam garantir que não haverá nenhum tipo de despesa para o governo.

Minha experiência em Portugal

Foi justamente na Europa, em Portugal mais especificamente, que precisamos acionar o seguro que tínhamos contratado – da APRIL. O que fazer nesse caso? O mais importante é ter em mãos o telefone de contato e número da apólice durante todo o momento da viagem. Eu, por exemplo, ando com ele na carteira e também no celular. Precisando do serviço médico, entramos em contato com o seguro, relatando os sintomas. A atendente nos retornou a ligação para o hotel com o nome e endereço do hospital ao qual deveríamos nos dirigir.

Chegando ao hospital, bastou apresentar o passaporte e informar que o seguro já tinha enviado um termo de responsabilidade para lá. Dali em diante, o procedimento foi comum a qualquer atendimento médico. Foram necessários exames de imagem, que também foram incluídos no seguro. Não houve necessidade de pagar qualquer quantia na hora, uma vez que estávamos com cobertura completa. Ao final da consulta, precisamos apenas que o médico nos desse um relatório completo do atendimento. Ele incluiu ainda todos os exames realizados. Esse relatório foi então enviado à seguradora pelo próprio hospital.

São diversos tipos de seguro saúde em viagem. Por isso, é importante saber no momento da contratação do seu seguro, como deve ser realizado o procedimento e o que ele cobre.

E para quem viaja para outros países fora da Europa? 

No caso da América Latina, incluindo os países vizinhos na América do Sul, não é exigido contratação de um seguro viagem, com a exceção de Cuba, Equador e Venezuela. 

Para entrar em Cuba, o seguro viagem deve ser contratado com valor mínimo de 10 mil dólares, com cobertura para assistência médica. Desde maio de 2018, o Equador exige de todos os turistas um seguro viagem válido para todo o período de estadia no país. Contudo não há um valor mínimo de cobertura exigido. Já na Venezuela a exigência é de um valor mínimo de 40 mil dólares. O país ainda obriga a contratação adicional de um seguro no valor de 1 mil dólares específico para roubos, furtos ou extravio de bagagem.

Os Estados Unidos não exigem a contratação obrigatória do seguro. Porém, ela é altamente recomendada já que qualquer problema de saúde no país tem custos altíssimos. Para evitar surpresas desagradáveis, o ideal é estar amparado durante sua viagem, como estivemos em Portugal. O mesmo acontece para o México onde é necessário pagar por todo e qualquer atendimento médico, caso o viajante não possua um seguro viagem.

O valor do seguro saúde em viagem deve ser considerado parte de qualquer planejamento financeiro da viagem. Desta maneira, você terá uma maior segurança e tranquilidade durante a viagem. Eu sempre contrato o seguro viagem, independente do destino para onde vou. E você, já precisou usar o seguro saúde em viagem? Então deixe seu relato nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *