Madrid

Palácio de Cibeles para ver Madrid de cima

Na minha primeira vez em Madrid passei pela Praça de Cibeles dando atenção apenas à bela fonte no centro da rotunda de interseção de diversas ruas. Já nessa segunda vez na capital espanhola, pude notar com mais calma o Palácio de Cibeles que fica atrás da fonte e descobrir que é possível conhecer seu interior e melhor, seu mirante.

Marco de Madrid, a Praça de Cibeles (Plaza de Cibeles) ganhou fama entre os turistas e moradores por sua fonte – Fuente de Cibeles – localizado no centro da rotunda na interseção do Paseo del Prado e Calle de Alcalá. A fonte recebe esse nome por apresentar uma escultura da deusa greco-romana da natureza Cibele, representada em uma carruagem. A obra é de José Hermosilla e Ventura Rodriguez, datada do século 18.

A fonte está rodeada por grandes prédios importantes como o da sede do Banco de España – que dá nome à estação de metrô mais próximo do local – inaugurado em março de 1891, construído em estilo renascentista veneziano com base no projeto dos arquitetos Eduardo Adaro e Severiano Sainz de la Lastra. Em 1999, o prédio foi declarado Bem de Interesse Cultural da Espanha.

Atrás da fonte está o Palácio de Cibeles, sede da Câmara Municipal, também conhecido como Palácio das Comunicações. O prédio construído entre 1905 e 1917 abriga um centro cultura, cujo programa realiza  exposições, workshops, conferências ou concertos, entre outras propostas de arte e cultura. Por fora o prédio chama atenção por sua cor branca com pináculos altos, apesar de em fevereiro de 2018 se encontrar em reforma, continuou lindo durante o dia e à noite todo iluminado. Em datas festivas o palácio normalmente recebe iluminação especial.

Além do enorme átrio principal, onde se encontram as telas interativas de informação, o prédio abriga uma lojinha de souvenires, um salão de leitura, cafeteria e restaurante. Ali está a bilheteria onde compramos o ingresso para subir até o 8º andar, onde está o Mirador Madrid, de onde se contempla uma das melhores vistas da cidade.

Dois centros culturais completam os prédios ao redor da Fonte de Cibeles – o Centro Cultural Casa de América e o Centro Cultural Instituto Cervantes – este último conhecido como Palácio de Linares, construído pelo Marquês de Linares em 1875.

Se você tiver se encantado com a Fuente de Cibeles, então não deixe de conhecer Fuente de Neptuno, que junto a de Cibeles, é uma das mais belas e majestosas fontes de Madrid. Como parte do projeto original de Ventura Rodríguez, ambas as fontes foram, inicialmente, confrontadas, olhando uma para a outra de um lado do Paseo del Prado. No final do século 19, a Fonte de Netuno passou a ocupar seu local atual, o centro da praça Cánovas del Castillo.

Uma curiosidade é que ambos deuses da mitologia grega “competem” no futebol. Os torcedores do Atlético deMadrid comemoram suas vitórias na praça onde está a estátua do deus do mar, enquanto os do Real Madrid na Praça de Cibeles.

Leo Vidal
Carioca, biólogo, apaixonado por música, filmes e sempre disposto para novas viagens. Compartilha suas dicas de viagem há mais de 5 anos, sempre antenado ao melhor da gastronomia e hotelaria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *