O que conhecer no centro de Vassouras
Vale do Café

O que conhecer no centro de Vassouras

Situada no Vale do Paraíba, Vassouras foi criada como Vila em 1833 e elevada a cidade em 1857. Sua origem se deu nas terras de sesmaria de Francisco Rodrigues Alves, primeiro responsável pelas lavouras de café, a partir de 1782. Por isso, se tornou um dos municípios no então denominado Vale do Café. Para conhecer um pouco do centro de Vassouras, basta apenas um pernoite na cidade, uma vez que as principais atrações estão próximas.

Vassouras e a História do Brasil

A princípio, uma região detentora de riquíssimo legado histórico-cultural, herança dos tempos áureos do café no Vale do Paraíba. Vassouras é considerada o berço da diversidade cultural e como resultado se consolidou como importante destino turístico no interior do Estado do Rio de Janeiro.

O nome Vassouras está associado a um arbusto outrora muito abundante na região, conhecido como “tupeiçaba” ou “guaxima” e popularmente chamado de vassourinha. Também conhecida como a Cidade dos Barões, parte desse legado se materializa pelo conjunto urbanístico e paisagístico existente até hoje na cidade, tombado pelo IPHAN.

Como chegar a Vassouras

Para chegar a Vassouras a partir do Rio de Janeiro são 117 km de estrada. Inicialmente, é preciso pegar a Via Dutra (BR 116) e logo após o primeiro pedágio, pela saída 212, seguir pela RJ 127, em direção a Paracambi. Dessa forma, passando por Paulo de Frontin e Mendes.

Se vier de São Paulo são 384 km de estrada. Basta seguir pela via Dutra (BR 116) até Volta Redonda. A partir daí se acessa a Rodovia Lúcio Meira (BR 393), passando pela entrada de Barra do Piraí. De Belo Horizonte, o acesso é pela BR 040 até Três Rios, pegando a BR 393, percorrendo 401 km.

Faça reserva do seu hotel em Vassouras

Atrações turísticas no centro de Vassouras

Andar pelo Centro Histórico de Vassouras é conhecer a história dos barões famosos da região, como, por exemplo. o de Vassouras, Campo Belo, Itambé, Capivari. Além disso, está presente a história dos escravos, como Manoel Congo em sua luta pela liberdade.

Em um passeio pela Praça Barão de Campo Belo, é possível ver várias atrações turísticas. A mais imponente, sem dúvida, é a Matriz de Nossa Senhora da Conceição, que tem sua origem em uma capela erguida pelo Barão de Aiuruoca, em 1828. Foi dez anos depois, em 1838, que foi construído o corpo da igreja, as duas torres, consistórios e a sacristia, terminando em 1853. O gradil de ferro, cercando a Matriz, foi colocado em 1871, em estilo neoclássico.

A Igreja abriga em seu interior um painel contornando a imagem da padroeira, obra de Antônio de Oliveira e foi colocado nas primeiras décadas do século XX. A Igreja Matriz está localizada no alto da colina da praça.

Matriz no Centro de Vassouras
Matriz de Nossa Senhora de Conceição

A própria Praça Barão de Campo Belo é um marco do Centro Histórico de Vassouras. Construída entre 1835 e 1857, a pedido do Barão que deu nome a ela, a praça compõe o conjunto arquitetônico tombado pelo IPHAN. Um grande gramado é rodeado por palmeiras imperiais, que dão um charme histórico ao local.

Em seu centro, o Chafariz Monumental datado de 1846, que serviu como fonte de água para a Vila de Vassouras. No século XX, a praça ganhou o lago, bustos e outras árvores. Foi de lá que assistimos ao entardecer, que se mostrou um lindo espetáculo.

praça Barão de Campo Belo
Praça Barão de Campo Belo

Prédios Históricos no Centro de Vassouras

Ademais, no entorno da praça estão prédios históricos e importantes. É o caso da Câmara Municipal inaugurada em 1872 e a Casa do Barão de Vassouras. O Paço Municipal (antiga casa do Barão de Ribeirão) inaugurado em 1860, que já foi um hotel e hospedou a Princesa Isabel. Por fim, o Shopping Casario, com restaurantes e cinema. Atrás da Matriz está a Praça Sebastião de Lacerda, que tem em seu entorno a Casa das 14 Janelas e a Casa do Barão de Itambé.

Prédios Históricos do centro de Vassouras
Prédios Históricos no centro de Vassouras

Um museu que não tivemos tempo de visitar foi o Museu Casa da Hera. Seguindo o conceito casa-museu, sua história inicia-se em 1930. Após seu falecimento e mediante testamento, Eufrásia Teixeira Leite doou a casa herdada de seus pais às Irmãs do Sagrado Coração de Jesus. Na cláusula, uma garantia a indissolubilidade e manutenção da integridade da construção e de seus objetos.

Na década de 50, este conjunto passou então a constar da lista de bens tombados do IPHAN. O Patrimônio acabou por assumi-lo em 1965, transformando-o em Museu em 1968. Recebe esse nome por ser uma casa toda coberta por hera, planta conhecida popularmente como trepadeira. O museu funciona de 3ª a 6ª das 10h às 17h e nos fins de semana de 13h às 17h.

Estação Ferroviária de Vassouras

Outra atração que remete à história do Brasil é a Estação Ferroviária de Vassouras. Inaugurada em 1875 com o nome de Estação Carril Vassourense, ligava Vassouras a Rio das Mortes por meio de bondes puxados a lombo de burro. Em 1914, já como Estação Ferroviária, adquiriu a atual aparência. Em 2014, em comemoração aos 100 anos da Estação foi inaugurado o Centro de Atendimento ao Turista e o Memorial do Trem.

No pátio, está exposta uma locomotiva a vapor doada pela Prefeitura de Vassouras para o Memorial do Trem em homenagem aos 159 anos da elevação da Vila de Vassouras à categoria de cidade. Esta Maria-Fumaça é o único exemplar das máquinas que circularam anteriormente na Estrada de Ferro Dom Pedro II. Foi fabricada em 1889 nos Estados Unidos pela Baldwin e registrada no Brasil com o número 122.

Estacão ferroviária em Vassouras
Estação Ferroviária em Vassouras

Atualmente, Vassouras abriga uma das mais conceituadas faculdades de Medicina do interior do Rio de Janeiro. Por isso, como uma cidade universitária, atrai muitos jovens que lotam os bares da rua mais conhecida como “Broadway”, onde há movimento de estudantes, turistas e visitantes.

Recentemente, o centro de Vassouras serviu como locação para o filme “Uma Quase Dupla” com Tatá Werneck e Cauã Reymond. Você pode assistir pelo Globo Play ou Telecine Play.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *