Museu MAAT Lisboa
Lisboa

MAAT Lisboa: nova proposta cultural à beira do Tejo

Unindo três pilares: arte, arquitetura e tecnologia, o MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia é o mais novo museu de Lisboa. Situado na região de Belém e com uma estrutura arrojada à beira do rio Tejo, mesmo quem não gosta de incluir museus em seus roteiros, merece conhecer ao menos a parte externa que faz uma composição diferente ao cenário.

Como chegar ao MAAT Lisboa

Para chegar ao museu, o ideal é pegar o elétrico (bonde) 15 ou o comboio (trem) da linha Cascais, saltando na estação Belém. Em seguida, caminhe à beira do Tejo em direção à entrada do museu. Você passará pelo letreiro do museu, perfeito para tirar umas fotos com os amigos e familiares, ou até mesmo sozinho. Em um dia de sol, como o que pegamos, a composição da foto será ainda mais interessante, já que as letras são todas brancas, da cor do museu. Quem estiver caminhando pelo outro lado da rua, pode atravessar a ponte de pedestres que liga a cobertura do MAAT ao Largo Marquês de Angeja.

Faça sua reserva de hotel na região de Belém em Lisboa.

O Museu em Lisboa

O Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT) foi projetado pela britânica Amanda Levete e inaugurado em outubro de 2016. Compondo a estrutura na paisagem à beira do rio, o museu foi projetado para permitir que os visitantes caminhem sobre, sob e através do edifício.

A fachada de azulejos brancos vindos de Barcelona forma um mosaico que ao mesmo tempo confere um movimento de ondas, indo de encontro ao movimento das águas do Tejo. Da base da estrutura, uma escada segue em direção ao boulevard que beira o rio, permitindo observar o contraste da estrutura com a clássica Ponte 25 de abril. 

Pela lateral, uma rampa dá acesso ao topo da estrutura do MAAT Lisboa, de onde se tem uma bela vista do Tejo e de todo horizonte que, às idas do século 15, os navegadores encararam para se lançar em destino às novas descobertas. Do alto do museu, o visitante está diante de uma reunião entre o rio e a cidade, em um espaço de convívio durante o dia. O arco gentil e baixo do edifício ainda permite um jogo inteligente de sombras e luzes.

Letreiro e vista do MAAT Lisboa
Letreiro e Vista do MAAT Lisboa

O edifício que abriga o museu explora a convergência da arte contemporânea, arquitetura e tecnologia. O espaço de quase 3.000 m² apresenta exposições nacionais e internacionais de artistas, arquitetos e pensadores contemporâneos.

No interior, descendo a rampa da esquerda chega-se à primeira área expositiva, a Galeria Oval, batizada a partir da sua forma elíptica. A partir dela, o visitante tem acesso às restantes salas. Já a Galeria Principal fica abaixo do nível do rio, apresentando cerca de 1.000 m². Além disso, completam o museu o Project Room e o Video Room, ambas salas destinadas à apresentação de projetos em filme ou vídeo.

Anexo do MAAT Lisboa

Por fim, a Central Tejo, edifício anexo todo em tijolinhos, apresenta a exposição permanente “Circuito Central Elétrica”. Não cheguei a visitar essa parte, mas a exposição conta a história da antiga central termoelétrica que ocupava o local do prédio e abastecia Lisboa com energia, funcionando até a década de 70.

O MAAT Lisboa funciona de quarta a segunda das 11h às 19h, permanecendo fechado às terças-feiras. O ingresso para o museu custava 5€, entretanto pode ser combinado com ingresso para a Central Tejo por 9€ (agosto de 2018).

Endereço: Av. Brasília – Central Tejo – Tel.: +351 210 028 130

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *