Bruges

Minnewater Park: o lado romântico de Bruges

Não são só os prédios da praça principal de Bruges que chamam a atenção dos turistas, a cidade também exibe áreas interessantes como o Minnewater Park e os canais que cortam parte da cidade. Passamos por eles e mostramos um pouco aqui.

Na parte sul de Bruges – em frente à estação de trem principal da cidade – está o Minnewater, um parque arborizado com caminhos de terra para andar, sentar para contemplar o local ou fazer exercícios.

Segundo a história, durante o tempo dos romanos, Minna era uma garota de Bruges cujo casamento tinha sido arranjado por seu pai com um rapaz chamado Horneck, porém ela já tinha se enamorado do guerreiro de uma tribo vizinha, chamado Stromberg. Para fugir do casamento arranjado, Minna se embrenhou na floresta e o guerreiro foi atrás dela, que depois de uma longa busca, a encontra quase morta de exaustão e ela vem a morrer em seus braços. Ele então batiza o local de “Minnawater”, que derivou depois para Minnewater.

Por causa dessa história a grande atração do parque é o chamado Lake of Love (traduzindo “Lago do Amor”), um grande lago retangular que atrai muitos casais apaixonados. O trágico romance entre a menina Minna e o guerreiro Stromberg levou a uma lenda local de que os casais que passam pela ponte que corta o lago, viverão um amor eterno.

Em frente à ponte uma antiga torre de vigilância, já que na época medieval a área do parque foi um porto muito movimentado. Ainda próximo ao parque ficam os Begijnhofs ou béguinages – edifícios tradicionais dos países baixos fundados no séculos XIII que abrigavam mulheres solteiras e viúvas devido às Cruzadas. As beguínas como ficaram conhecidas essas mulheres, diferente do que muita gente pensa, não viviam como freiras ou enclausuradas, elas podiam sair, inclusive podiam se casar. É possível visitar a parte externa do Begijnhof, a igreja do béguinage (de cor avermelhada nas fotos) e algumas casas.

Já mais para o centro da cidade estão os canais que cortam Bruges. Ao sul da Burg temos uma área calma dos canais com a água refletindo os prédios e pontes medievais por onde os pedestres podem passar. A partir de alguns pontos é possível pegar um barco para fazer passeio pelo canais (custo de €8). Nós não fizemos porque esses passeios só funcionam de março a meio de novembro e visitamos a cidade em fevereiro. Dois grandes pontos de interesse dos canais de Bruges são: Groenerei e De Dijver – saindo da Burg estão em lados opostos.

5 thoughts on “Minnewater Park: o lado romântico de Bruges

  1. Bruges parece ser realmente uma cidade encantadora e com um lado romântico. Adorei os espaços ao ar livre e a história da região. Dica anotada!

  2. Ainda não conheço Bruges, mas todos os amigos (a) que já foram a cidade sempre elogiam o charme da arquitetura e canais que até lembram uma mini Amsterdam. Espero conhecê-la em breve.

  3. Que legal, Leo! Adoro as histórias e lendas dos locais! Estimula ainda mais a gente a querer conhecer, né? Lindas fotos também! Abraço.

  4. Não bastassem os edifícios lindos, os canais, as bicicletas para todos os lados, Bruges ainda tem várias lendas para enfeitá-la. Eu não conhecia esta, mas escrevi sobre a origem de seus cisnes e sobre os ursos presentes no brasão da cidade, também provenientes de uma lenda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *