Igrejas na Bélgica
Bruges Bruxelas

Igrejas na Bélgica: catolicismo em Bruxelas e Bruges

O catolicismo na Bélgica é bem difundido, sendo que 57% da população adere à Igreja Católica. Conhecer as igrejas na Bélgica é conhecer um retrato do catolicismo no país. Por isso, reunimos igrejas que merecem ser visitadas em Bruxelas e em Bruges.

Igrejas na Bélgica – Bruxelas

Em Bruxelas, é fácil encontrar muitas igrejas por toda a cidade. Inclusive há um mapa ilustrando a distribuição das igrejas católicas pela cidade. Esses mapas estão distribuídos nas igrejas, de forma gratuita.

Église Sainte-Catherine

A primeira igreja que visitei foi a de Santa Catarina pela localização, já que da janela do meu quarto no Novotel dava para ver os fundos da igreja. O projeto é de Joseph Poelaert, de 1854. Localizada em área aterrada no começo de um canal que hoje é recoberto pela Place Sainte-Catherine. Por dentro é toda em pedra, com cadeiras de madeira, um púlpito bem esculpido em madeira e um altar bem decorado.

Igrejas na Bélgica - Sainte Catherine
Igreja de Santa Catarina em Bruxelas

Endereço: Place Sainte-Catherine, 50 – estação de metro Sainte-Catherine.

Cathédrale des Saints Michel et Gudule

catedral de São Miguel e Gúdula exibe estilo gótico, que de frente lembra muito a Notre Dame de Paris. Recebe muitos casamentos e cerimônias fúnebres da realeza. Por isso é a maior e uma das principais igrejas na Bélgica e de Bruxelas. Foi construída a partir de 1226 e seu projeto arquitetônico é de mais de 300 anos. Na frente existe uma pequena praça bem cuidada com um busto representando o rei Baudouin, considerado o rei dos Belgas. A entrada é gratuita, sendo pago apenas o acesso ao tesouro.

Igreja em Bruxelas
Catedral de São Miguel e Gúdula em Bruxelas

No seu interior tem um enorme púlpito barroco de carvalho, vitrais renascentistas e acesso ao tesouro da antiga igreja românica que ali ficava. Além disso, abriga imagens em ouro dos padroeiros de Bruxelas: São Miguel e Santa Gúdula. Não sou o católico mais fervoroso, mas já tinha ouvido falar de São Miguel como São Miguel Arcanjo. Entretanto, essa Santa Gúdula para mim foi inédita. Por isso fui pesquisar quem ela foi. Santa Gúdula foi uma mártir que viveu na região no século VIII. Segundo a lenda teria enganado o diabo e por isso tem em sua mão uma lanterna, a qual o diabo tentou apagar. Ela tem o dia 8 de janeiro como seu e é muito venerada pelos bruxelenses.

Endereço: Place Saint-Gudule

Conheça também a Église Notre-Dame du Sablon

Entre as igrejas em Bruxelas que não visitei mas que merece a visita, está a Église Saint-Jacques-sur-Coudenberg, próximo à Place Royale. Além disso, a Église Saint-Jean-Baptiste-au-Béguinague erguida no centro de uma comunidade feminina beguína; e a Basílica do Sagrado Coração que fica no parque Elisabeth.

Igrejas na Bélgica – Bruges

Em Bruges existem duas grandes igrejas que merecem visitação: a Basílica do Sangue Sagrado e a Igreja de Nossa Senhora. Ambas abrigam em seu interior peças interessantes e únicas.

Igreja de Nossa Senhora (Onze Lieve Vrouw Kerk)

A Igreja de Nossa Senhora ou Onze Lieve Vrouw Kerk de Bruges apresenta uma arquitetura mista. Uma parte externa escaldiana ou de estilo gótico de Scheldt, enquanto o interior é essencialmente gótico, com estátuas em estilo barroco.

A igreja levou dois séculos para ser construída. Abriga em seu museu túmulos de Carlos, o Temerário que foi o quarto Duque da Borgonha e de sua filha. Mas o que atrai muitos turistas é a obra “A virgem e o menino Jesus” de Michelangelo, a única do artista fora da Itália. É considerada um dos grandes tesouros do norte da Europa. Por isso, para poder ver a estátua de mármore Carrara é preciso pagar €3. Sinceramente, não paguei os 3 euros para ver a tal estátua, mas para ilustrar, é essa aqui.

Igreja Nossa Senhora em Bruges
Igreja de Nossa Senhora em Bruges

O restante da igreja é aberto a visitação de forma gratuita. No entanto quando estivemos lá em fevereiro de 2015, a igreja estava com parte de seu interior em obras. O que me chamou mais atenção foi por trás de painéis pintados, eles terem mantido a estrutura real da igreja que inclusive apresenta alguns entalhes em sua estrutura.

Endereço: Mariastraat

Basílica do Sangue Sagrado (Heilig Bloedbasiliek)

Outra igreja famosa em Bruges é a Basílica do Sangue Sagrado ou Heilig Bloedbasiliek. A igreja fica meio escondida, do lado esquerdo do prédio da prefeitura da cidade, o Burg.

A entrada nos dá acesso a uma capela de estilo neogótico do final do século XIX, com painéis coloridos e detalhes dourados. A única parte que pode fotografar – e sem flash – é onde se celebra a missa. Porém à direita dessa parte existe um outro altar mais repleto de ouro ainda, que não pode fotografar.

Igrejas na Bélgica - Basílica do Sagrado Coração
Basílica do Sagrado Coração

A grande relíquia guardada em uma sala logo à direita da escada de acesso é um frasco de sangue que teria sido de Cristo. Essa relíquia foi trazida a Bruges pelo Conde de Flandres em 1250. A entrada para ver o frasco custa €2, que eu também não paguei. Parece que às sextas-feiras o público pode ver a relíquia de forma gratuita, mas infelizmente não foi o dia que visitei.

Endereço: Burg, 13

Tirando essas duas igrejas BEM capitalistas em Bruges, ainda existem ruínas de uma antiga igreja no hotel Crowne Plaza e também a Catedral de São Salvador ou Sint Salvatorskathedraal que estava fechada quando passamos por ela.

Conhece outras igrejas na Bélgica que vale a pena visitar? Então, deixe seu comentário.

Leo Vidal
Leo Vidal
Carioca, biólogo, apaixonado por música, filmes e sempre disposto para novas viagens. Compartilha suas dicas de viagem há mais de 5 anos, sempre antenado ao melhor da gastronomia e hotelaria.

One thought on “Igrejas na Bélgica: catolicismo em Bruxelas e Bruges

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *