Porto

Casa de Chá da Boa Nova: jantar impecável no Porto

Portugal vem despontando na gastronomia não só pela rica culinária, mas também pelos chefs renomados e premiados. Em minhas viagens sempre busco conhecer algum restaurante premiado pelo Guia Michelin. No Porto optei pelo Casa de Chá da Boa Nova do chef Rui Paula, que possui uma estrela Michelin. Já adianto que a experiência foi perfeita.

A Casa de Chá da Boa Nova fica mais especificamente em Leça da Palmeira, distante a 25 minutos de carro do nosso hotel no Porto. Leça da Palmeira é uma freguesia de Matosinhos, famosa por suas praias e pela Piscina das Marés. É justamente nesse cenário de mar e próximo ao Farol da Boa Nova, que está localizado o lindo edifício que abriga o restaurante do chef Rui Paula.

O projeto arquitetônico singular é do arquiteto Siza Vieira. Uma das obras mais emblemáticas do conceituado arquiteto. Construído sobre os rochedos, de mãos dadas com o mar, está classificado como Monumento Nacional e integrado no Roteiro Internacional de Arquitetura. O ambiente do restaurante é dividido em dois grandes salões. No que ficamos, tínhamos vista para o mar e ouvíamos o quebrar das ondas. Algo que se tornou um complemento para a nossa experiência gastronômica.

Natural do Porto, o chef Rui Paula imprime a seus pratos a memória de suas origens. Ele preserva sabores, texturas, aromas e cores, sem deixar de lado os produtos regionais e da terra. É possível escolher entre três menus de degustação para saborear de olhos postos no oceano. São eles: ‘Mar e Terra’, ‘Atlântico’ e ‘Boa Nova’. Nós optamos pelo ‘Boa Nova’. Importante ressaltar, que ao fazer a reserva, foi cobrado antecipadamente 40€ por pessoa. Posteriormente, esse valor é descontado no final da conta, independente do menu a ser escolhido.

O menu Boa Nova (90€ em agosto de 2018) oferece duas opções de cada etapa. Por isso, cada um escolheu uma para podermos percorrer de forma mais completa o percurso do chef. Antes de iniciar o menu propriamente dito, alguns snacks servidos como cortesia. Um deles inclusive veio enrolado como uma mensagem de boas-vindas na garrafa. Exemplificando bem o conceito de boa apresentação dos pratos que receberíamos em seguida. Ainda experimentamos um creme brulée de ouriço e lâminas de vieiras.

Casa de Chá da Boa Nova

Na minha escolha, a primeira etapa era um terrine de foie-gras com enguia defumada, tâmara e pão de tâmara – um prato de origem trasmontana. Em seguida, pescada da Póvoa de Varzim com lírio defumado e salicórnia, um tempero da região de Aveiro que substitui o sal marinho. Dando sequência, um Cabrito de Trás-os-Montes servido com molho de cabrito assado, legumes da estação e batata agria, servida de forma espiral. Incrível! Por fim, uma das melhores sobremesas que já comi. Mousse de manteiga de amendoim, mousse de chocolate, namelaka de banana, brownie de chocolate e amendoim com gelado de manteiga de amendoim salgado. A combinação de sabores e texturas estava perfeita.

Na escolha do João, a experiência começou com uma versão da Espetada de lula e camarão branco, com pimenta e molho verde. Em seguida, tamboril com purê de aipo e avelã, lardo (camada de gordura do peixe) e molho de champanhe; e peito de Pintada (galinha d’Angola) com crosta Viennoise, purê de cebola, cebola grelot e molho de estragão. Por fim, a sobremesa Colheita Tardia, que era uma genoa de noz peca, mousse de alperce, creme de mel e sorbet de uva branca Petit Manseng, típica do sudoeste da França. Em conclusão, petit fours servidos em um carrinho estiloso de onde escolhemos o que mais nos agradou.

Casa de Chá da Boa Nova

O serviço é irretocável, com garçons sincronizados e louças lindíssimas. Cada etapa vem junto com um cartão que traz os ingredientes do prato e uma breve introdução ou curiosidade sobre o mesmo. São esses detalhes que fazem a diferença. O sommelier nos deu uma boa sugestão de vinho branco para acompanhar nosso jantar, “Mãos”. Há opção de fazer a experiência harmonizada em cada etapa, por um valor a mais (45€ em agosto de 2018)

Sem dúvida, foi uma das melhores – ouso dizer até que a melhor – experiências em restaurante estrelado que já tive. A forma como o chef Rui Paula nos surpreendeu com os saborosos pratos, fez com que nos levasse a um outro nível de experiência gastronômica. Não é à toa que o restaurante ganhou uma estrela Michelin em 2016, sob direção do chef. Em resumo, é um restaurante para um jantar especial em família ou romântico.

A Casa de Chá da Boa Nova funciona de terça a sábado para almoço das 12h30 às 15h e para jantar das 19h30 às 23h. Em uma nova viagem ao Porto, certamente voltarei ao restaurante.

Endereço: Avenida da Liberdade, 1681 – Leça da Palmeira – Tel.: +351 229 940 066 / 932 499 444

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *