fora da Cidade Murada
Cartagena

O que conhecer fora da Cidade Murada em Cartagena

Apesar das principais atrações turísticas de Cartagena se localizarem dentro dos muros da cidade, algumas atrações que merecem a visita se encontram fora da Cidade Murada. É o caso das fortificações construídas como pontos estratégicos, assim como o bairro de Getsemaní.

Cartagena sempre foi alvo dos piratas e inimigos da coroa espanhola, por isso a existência de diversas fortificações. A atração mais visitada fora da Cidade Murada é o Castillo de San Felipe de Barajas. A maior fortaleza construída pelos espanhóis em suas colônias está localizada na colina de San Lázaro. A 40 metros de altura, a fortificação serviu como um dos maiores pontos de defesa do Vice-Reino de Nova Granada. Além disso, teve papel importante em várias guerras, em especial, na Guerra do Asiento.

A construção do castelo começou em 1657, tendo uma grande ampliação em 1762, resultando na total cobertura da colina. Ao visitar a fortaleza podemos conhecer os pontos de observação, ver alguns canhões remanescentes e andar pelo sistema de túneis que ligava os pontos estratégicos. Ainda dá para fazer uma comprinha na loja de souvenires que fica dentro do castelo. O forte está aberto à visitação de segunda a domingo das 8h às 18h e o ingresso custava COP 25.000 em abril de 2017. Fique atento! Na entrada vários guias oferecem serviços para visita guiada pelo castelo e arredores. Assim como vários ambulantes tentam vender chapéus para proteger do sol.

Para chegar ao Castillo de San Felipe, pegamos um táxi que nos deixou na porta. Porém ao voltar para a Cidade Murada, fizemos o percurso a pé e pudemos conhecer outros locais nos arredores. Entre elas, a estátua em homenagem a Don Blas de Lezo, almirante espanhol considerado um dos maiores estrategistas da Armada Espanhola. Atrás do castelo, está o monumento em bronze Los Sapatos Viejos, que retrata dois sapatos de cano médio. O monumento foi erguido em homenagem a Don Luis Carlos López, poeta de Cartagena que ficou famoso pelo soneto “A mi ciudad nativa”.

A caminho da Cidade Murada, passamos por Getsemaní, bairro residencial com arquitetura modesta. O bairro se tornou point dos mochileiros e turistas que procuram por hospedagens mais baratas ou mais tradicionais. O que chama atenção no local são os muros grafitados e o Parque del Centenario, onde acontece uma feirinha com comidas típicas e artesanato. O parque foi projetado por Pedro Malabet, construído por Luis Felipe Jaspe Franco e inaugurado em 11 de novembro de 1911. Recebe o nome em homenagem ao centenário da Independência de Cartagena. No centro um obelisco em memória aos heróis mortos na revolta.

Em seguida, passamos pelo Camellón de los Mártires, calçadão que liga Getsemaní à Cidade Murada. Foi este o local nde os mártires da Independência de Cartagena foram fuzilados e enforcados em 24 de fevereiro de 1816. Algumas esculturas chamam atenção, entre elas uma em homenagem ao centenário, representada por uma mulher; uma placa em homenagem aos mártires desconhecidos; e um pouco mais atrás, o monumento a Miguel de Cervantes Saavedra. Datada de 2007, é uma homenagem ao escritor, erguida durante o IV Congresso da Língua e visita do Rei da Espanha. A escultura está acima de uma pirâmide de três lados, que retratam cenas da obra mais famosa do escritor, “Dom Quixote”.

A outra passagem que liga Getsemaní à Cidade Murada é o Muelle Turístico de los Pegasos. Ali está o monumento Los Pegasos, um conjunto escultórico composto por três pégasos (cavalos alados). A obra é uma doação do escultor Héctor Lombana Piñeres. No entorno estão o Centro de Convenções Cartagena de Índias e o Teatro Cólon, com uma arquitetura diferente. Sem dúvida, vale a pena conhecer.

atracoes fora da Cidade Murada

Outro local grandioso é o Parque de la Marina que surgiu do aterramento de uma grande praia. Localizado na confluência das avenidas Santander e Blas de Lezo, em frente à rotunda de Santander. Ele apresenta diversas esculturas de militares famosos. Atualmente é usado pela Marinha para determinadas cerimônias militares.

Visitamos o Castillo San Felipe e arredores em uma manhã e início da tarde. Quem preferir, pode aproveitar e conhecer algum dos restaurantes em Getsemaní. Com o processo de revitalização, passou a abrigar opções estilosas assim como bares e clubes de dança. Nós optamos por almoçar dentro da Cidade Murada.

Faça reserva do seu hotel em Cartagena por aqui e ajude a manter o Panorama de Viagem no ar, sempre atualizado e com dicas como essas.

Leo Vidal
Leo Vidal
Carioca, biólogo, apaixonado por música, filmes e sempre disposto para novas viagens. Compartilha suas dicas de viagem há mais de 5 anos, sempre antenado ao melhor da gastronomia e hotelaria.

One thought on “O que conhecer fora da Cidade Murada em Cartagena

  1. Opa, adorei as dicas! Conheci bem Cartagena, mas não cheguei a explorar muito as atrações fora da cidade murada! Sem dúvidas vou usar suas dicas quando voltar pra lá! ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *