Winter Park na Flórida
Orlando

Winter Park na Flórida: um bate-volta de Orlando

Ao pensar em roteiros por Orlando fora dos parques, Winter Park na Flórida é uma parada obrigatória. Na nossa última passagem por Orlando, passamos um dia na cidade. Localizada ao norte do centro de Orlando, é fácil de chegar, em um percurso de apenas 30 minutos de carro.

Histórico de Winter Park

A pequena cidade de Winter Park na Flórida se desenvolveu nos anos 1880 quando os magnatas nortistas foram para o sul e construíram suas residências de inverno, a fim de fugir do inverno rigoroso do norte do país. Por essa razão a cidade recebeu o nome de Winter Park (em português “Parque de Inverno”). Mas foi com a inauguração da ferrovia em 1885, que a cidade teve seu crescimento alavancado. Aliás, a linha de trem ainda funciona e uma das estações fica em pleno Central Park.

Sim, o principal parque da cidade é chamado de Central Park, mas só tem o nome em semelhança ao de Nova York, já que é bem menor. Porém, isso não é problema, já que o espaço é muito bem aproveitado, com bancos de praça e muitas esculturas de diversos artistas como Lydia Azout, Edouard Duval-Carrié e Maria Cristina Carbonell.

Duas fontes chamam atenção no parque. Uma que fica no jardim de rosas, com uma grande escultura de um pavão em memória a Elizabeth Buckley, uma menina que faleceu por conta de um tumor no cérebro. A homenagem foi feita por seu amigo que prometeu colocar essa fonte com a escultura de pavão no jardim para que a memória de sua amiga fosse lembrada para sempre, florescendo junto com as rosas do jardim. A outra é “Emily” que foi inaugurada em homenagem ao aniversário de 25 anos do “Winter Park Sidewalk Art Festival”. A escultura, feita por Albin Polasek, está no centro da fonte e representa uma mulher tocando harpa.

Central Park em Winter Park
Central Park de Winter Park

Gastronomia em Winter Park

A rua mais famosa de Winter Park é a Park Avenue e recomendo andar por ela. São várias lojas e restaurantes interessantes. Nós almoçamos no 310 Park South, um restaurante bem agradável, bem ao estilo da Flórida. Experimentamos, de entrada, uma iguaria típica da região que é a Gator Tail (em português, “cauda de crocodilo”) que é servida à milanesa com molho de mostarda. Para o prato principal, optamos por duas massas: Smoked Salmon Fettuccine (salmão defumado grelhado com fettuccine com espinafre, molho de tomate e pimenta) e o Chicken Penne Pasta (uma massa mais simples com molho de tomate, abobrinha, queijo cabra e tomate seco, acompanhada de peito de frango). Nossa sobremesa foi no Le Macaron, uma loja de sobremesas francesas que fica dentro de uma galeria.

Winter Park na Flórida
Almoço no 310

Um lugar que me chamou muito a atenção foi a The Wine Room que abriu em 2006 e é uma grande adega para venda de vinhos, mas o mais interessante são as máquinas self-service para degustação de vinhos. São mais de 150 rótulos de todo o mundo, organizados por uva e/ou país. O sistema funciona da seguinte forma: é comprado um cartão magnético com valor em crédito nas máquinas. Cada vinho tem um valor para taças com diferentes volumes que são debitados desse valor em crédito, de forma que o cliente pode degustar diversos rótulos. Para experimentar, basta inserir o cartão, escolher entre as três dosagens diferentes e colocar a taça. Para acompanhar, o local ainda vende alguns queijos para quem quiser consumir no local. Achei o máximo.

Wine Room
Wine Room

Museus e atrações

Em termos culturais, a cidade abriga alguns museus interessantes. Um deles é o Charles Hosmer Morse Museum of American Art que abriga a coleção de trabalhos do artista Louis Comfort Tiffany. São várias criações Art Nouveau que incluem vitrais, joias e lustres. Infelizmente visitamos a cidade em uma segunda-feira, que é o dia em que o museu está fechado. Outro museu interessante para quem quer conhecer a história da cidade é o Winter Park Historical Museum, mas esse não tivemos muita vontade de conhecer.

Winter Park na Flórida
Museus em Winter Park na Flórida

Um passeio que muitas pessoas fazem é o Scenic Boat Tour que percorre lagos e canais para ver as casas dos milionários de Winter Park. O tour sai de hora em hora entre 10h e 16h, mas não fizemos o passeio já que os horários não coincidiram com nosso roteiro. Isso pois chegamos à cidade já na hora do almoço.

Valeu a pena conhecer essa pequena cidade da Flórida e em uma próxima vez, a intenção é dormir um dia por lá para aproveitar melhor o clima agradável de Winter Park. Outra atração para conhecer fora dos parques de Orlando, é dirigir até Clearwater Beach e assistir ao pôr do sol.

Faça sua reserva de hotel em Orlando ou arredores por aqui e ajude a manter o Panorama de Viagem sempre atualizado, sem pagar nada a mais por isso.

5 thoughts on “Winter Park na Flórida: um bate-volta de Orlando

  1. Achei muito legal essa opção de bate-volta a partir de Orlando, é bom ter opções para intercalar com os parques!
    E esse prato de cauda de crocodilo, é só o nome do prato ou é literalmente a carne do bicho??!! 😮

  2. Winter Park é uma lindeza de lugar. Realmente um passeio imperdível na Flórida. Fui de trem no sábado para a Farmers Market e amei. Muita gente não sabe desse passeio tão gostoso então, parabéns por compartilhar.

  3. Adorei saber desse bate e volta a partir de Orlando. Uma ótima opção principalmente para quem já visitou os parques e quer conhecer a região . Vou adicionar no meu roteiro para a próxima viagem .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *