Vizcaya Museum em Miami
Miami

Vizcaya Museum em Miami: arte e paisagismo

Próximo a Coconut Grove está localizada a maior mansão da Flórida, hoje um museu, que exibe também um belo jardim. Conhecer o Vizcaya Museum & Gardens garante um passeio pela arte, arquitetura e paisagismo, culminando em uma bela vista da baía de Biscayne.

A mansão Vizcaya foi concluída em 1916, utilizada como propriedade de inverno de James Deering, um milionário aposentado. Deering a projetou com inspiração nas propriedades italianas de estilo renascentista, adaptada ao clima subtropical do sul da Flórida. Após a morte de Deering, em 1925, a casa foi comprada pelo condado de Miami-Dade, posteriormente aberta ao público em 1952.

A Visita ao Vizcaya Museum

Antes de iniciar a visita à mansão, fomos conhecer o Orquidário David A. Klein, localizado no lado norte da Casa Principal, onde Deering desejava que fosse construído. O orquidário foi criado pela primeira vez em 2001 e após uma renovação, foi reaberto ao público em 2011. Infelizmente quando visitamos o local não era época de floração das orquídeas, mas pudemos notar o cuidado na manutenção da área, com um belo paisagismo.

Vizcaya Museum em Miami

A visita à Casa Principal pode ser feita com áudio guia. Deering queria que Vizcaya tivesse vista do mar, por isso a fachada leste da casa está voltada para a baía de Biscayne. Ao centro da casa, um pátio que era originalmente descoberto, hoje é protegido por um teto de vidro. Os ambientes misturam vários estilos e períodos, do renascentista ao neoclássico.

No primeiro andar, várias salas cercam o pátio. A Biblioteca, a Sala de Música em estilo rococó, a Sala de Estar em estilo renascentista com um órgão feito especialmente para o local e a Sala de Jantar inspirada em um salão de banquete renascentista, com tapeçarias e mesa de refeições do século 16. Boa parte do mobiliário é composto por peças que Deering trouxe da Europa.

Em seguida, no segundo andar, estão os quartos, bem como uma sala de café da manhã inspirada na Ásia e um banheiro revestido em mármore e placas de prata.

Vizcaya Museum em Miami

Do lado de fora, com vista para a baía de Biscayne, um grande terraço com uma linda escultura, “The Stone Barge”, que foi projetada para parecer com um navio romano. Chama atenção os detalhes das obras de arte com sereias e estátuas esculpidas pelo escultor Alexander Stirling Calder. Na extremidade direita, um corredor de palmeiras que leva a um charmoso gazebo, com uma vista completa da Casa Principal.

Os Jardins

De frente para a fachada oeste da Casa Principal está o lindíssimo jardim. A inspiração está nos jardins criados na Itália e França do século 17 e 18. O espaço central apresenta arranjo geométrico, com fontes e esculturas antigas, encomendadas por Deering, direto da Europa. Infelizmente não conseguimos explorar todo o jardim, em virtude de uma chuva que começou a cair torrencialmente enquanto andávamos por ali. Tivemos que voltar para uma parte coberta, mas vale visitar ainda o Secret Gardem, Theatre Garden e o Maze Garden.

Vizcaya Museum em Miami

Em 1994, foi denominado Patrimônio Histórico Nacional. O Vizcaya Museum & Gardens está aberto a visitação das 09h30 às 16h30 diariamente, exceto terças-feiras. Certamente, a melhor forma de chegar até o Vizcaya Museum é de carro. O local possui estacionamento próprio gratuito. A visita custa USD 22 (por adulto), com direito à visitação da casa principal e dos jardins. Não precisamos reservar com antecedência, pagamos na hora que chegamos ao local e foi bem tranquilo.

Endereço: 3251 South Miami Avenue – Tel.: +1 305 250 9133

Leo Vidal
Carioca, biólogo, apaixonado por música, filmes e sempre disposto para novas viagens. Compartilha suas dicas de viagem há mais de 5 anos, sempre antenado ao melhor da gastronomia e hotelaria.

2 thoughts on “Vizcaya Museum em Miami: arte e paisagismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *