Roteiro pelo Centro Histórico de Zurique
Zurique

Centro histórico de Zurique: roteiro pelos belíssimos prédios e igrejas

Zurique é considerada uma cidade multi-cultural, onde muitas culturas e religiões convivem pacificamente lado a lado. Mantendo a tradição histórica, a Cidade Antiga (Old Town) é onde estão localizados os principais prédios da cidade. Além disso, o Centro Histórico de Zurique abriga igrejas que dão um caráter especial a essa área que pode ser visitada a pé, em um dia.

Faça reserva do seu hotel em Zurique

Boa parte da história de Zurique está fundamentada na religião, por isso é importante saber alguns detalhes. O cristianismo é a religião predominante da Suíça, à qual pertence mais de 70% da população, incluindo a Igreja Católica e a Igreja Reformada Suíça. As igrejas em Zurique são locais de tranquilidade e reza em meio à agitada metrópole, das quais podemos destacar algumas importantes não só por parte da congregação, mas também por sua arquitetura imponente que compõe com o estilo antigo da Old Town. Seguindo este roteiro, dá para conhecer os principais prédios da Cidade Antiga, apenas caminhando com calma.

Mapa do Centro Histórico de Zurique
Mapa do Centro Histórico de Zurique

Iniciando o roteiro pelo Centro Histórico de Zurique

A partir da ponte Quaibrücke, é possível já avistar alguns dos prédios e igrejas do Centro Histórico de Zurique. Muitos ficam próximos às margens do rio Limmat, onde sugiro iniciar o roteiro.

1 – Wasserkirche (Igreja da Água)

Primeiramente, seguindo pela Limmatquai, passeio à margem leste do rio, podemos avistar a estátua de Ulrich Zuínglio em frente à Wasserkirche (1) (Igreja da Água). A igreja recebe esse nome porque originalmente se encontrava em uma pequena ilha. Foi inclusive o local onde os santos padroeiros de Zurique, os irmãos Felix e Regula, foram executados pelos romanos. Por este fato, a igreja gótica, construída entre 1479 e 1484, era considerada especialmente sagrada.

Wasserkirche em Zurique
Wasserkirche

Durante a Reforma, a igreja era conhecida como templo das imagens de adoração. Por isso, foi uma das primeiras a ser transformada em um armazém e mais tarde na biblioteca da cidade. Tudo isso na tentativa de dissuadir qualquer pensamento de reintroduzir o culto aos santos.

Desde a renovação em 1942, tem servido como um local de culto protestante e atividade cultural. Está aberta para visitação às terças e quartas-feiras das 14h às 17h. Em anexo, está a Helmhaus, uma antiga guilda que atualmente abriga saraus e exposições de arte moderna.

2 – Grossmünster (Grande Sé)

Em um terreno elevado, bem próximo, está a Grossmünster (2) (Grande Sé) com suas duas grandes torres, vistas de diversos pontos do Centro Histórico de Zurique. De acordo com a lenda, os santos padroeiros da cidade (Felix e Regula), que morreram no local da Wasserkirche, carregaram suas cabeças colina acima até o local onde está a igreja. Carlos Magno descobriu os túmulos dos mártires e fundou a igreja como um monastério Augustiniano no final do século VIII.

A estrutura atual da igreja data de 1100, finalizada em 1220 em estilo neo-gótico com duas torres. Na primeira metade do século XVI, a igreja foi o berço da Reforma Protestante. Seguindo a ideia da Reforma, todos os santos foram retirados de seu interior, permanecendo apenas vestígios do que era a igreja, antes desse período. Chamam atenção durante a visita o portal com uma grande (e pesada) porta de bronze datada de 1935, feita por Otto Münch, assim como os vitrais assinados pelo famoso artista suíço Augusto Giacometti, datados de 1932.

Grossmunster em Zurique
Grossmünster

É possível subir até as torres da igreja, assim como visitar a cripta onde está uma estátua de Carlos Magno. A igreja está aberta das 09h às 18h (de 15 de março a 31 de outubro) e de 10h às 17h (de 1º de novembro a 14 de março). São realizadas visitas guiadas, entretanto devem ser reservadas com antecedência.

Prédios importantes do Centro Histórico de Zurique

Em seguida, continuamos pela Limmatquai. Neste ponto do roteiro chegamos a prédios de grande importância para a cidade de Zurique. O prédio da prefeitura e a Biblioteca Central, anexo à uma igreja.

3 – Rathaus (Prefeitura de Zurique)

O prédio atual da Rathaus (3), prefeitura de Zurique, data de 1698. Foi construído em estilo barroco, substituindo a antiga prefeitura medieval. O prédio é bem simples, com destaque para o portal de mármore com adornos em dourado. Aberto à visitação apenas às terças e quintas das 10h às 11h30.

Adentrando as ruas de paralelepípedo, chegamos ao Niederdorf considerado o coração da parte leste da Old Town de Zurique. Chamam atenção as diversas fontes de água potável, cada uma com esculturas em seu centro, bem como prédios de arquitetura típica que abrigam lojas, galerias de arte e restaurantes. Caso, por exemplo, do Cabaret Voltaire, local onde surgiu o dadaísmo. O movimento artístico iniciado em Zurique em 1916, tinha foco na arte moderna. Atualmente, funciona como loja e café/bar.

Prédios do Centro Histórico de Zurique
Rathaus, Niederdorf e Predigerkirche

4 – Predigerkirche

Em seguida, passando pela Spitalgasse, a partir da Limmatquai, chegamos à uma praça onde fica a Bibiloteca Central de Zurique. Antigamente, o prédio era o coro da igreja Predigerkirche (4). A igreja fica onde funcionava um convento Dominicano em 1230. Contudo, durante a Reforma, o convento foi desativado, tornando-se uma igreja protestante, assim como as demais. A nave principal foi reconstruída em estilo barroco e a torre oeste, em formato de agulha, acrescentada em 1900. A termos de curiosidade, é a torre mais alta de Zurique.

Centro Histórico de Zurique do outro lado do rio Limmat

5 – Lindenhof

Logo após atravessar para o outro lado do rio Limmat, pela ponte Rudolf Brun (primeiro prefeito de Zurique), chega-se a Lindenhof (5). A antiga fortificação da cidade, se resume atualmente a uma praça aberta em terreno alto, de onde se tem uma boa visão da cidade. Servindo como área de lazer, visitantes jogam bocha e xadrez em um tabuleiro macro, com grandes peças, o que depois notei ser comum em parques na Suíça. Descendo pela ladeira à esquerda, é o caminho para as ruas do lado oeste do Centro Histórico de Zurique.

Vista do Centro Histórico de Zurique
Vista de Zurique a partir do Lindenhof

6 – St. Peter Kirche (Igreja de São Pedro)

Explorando as ruelas deste lado do rio, podemos encontrar várias lojas e restaurantes interessantes. Se estiver com fome, sugiro escolher um local para comer e conhecer mais da culinária suíça. Em seguida, chegamos na próxima parada: a Igreja de São Pedro (6) (St. Peter Kirche), a mais antiga igreja paroquial de Zurique.

O mais antigo relato histórico data de 857 com a concessão da igreja para as filhas do rei Luis, o Germânico. De arquitetura neo-gótica, foi a primeira igreja de Zurique a ser construída seguindo a tradição Protestante. O coro data do século XIII, a nave em estilo barroco do início de 1700 e o relógio com face de 8,7 metros de diâmetro (o maior da Europa) é de 1598. Aberta das 08 às 18h de 2ª a 6ª e horários reduzidos no final de semana.

7 – Fraumünster

Descendo pela rua Storchengasse, chega-se a uma praça com algumas lojas e restaurantes, mas a principal atração é a Fraumünster (7), uma igreja fundada em 853 pelo rei Luis, o Germânico, onde funcionava um convento Beneditino habitado por mulheres da aristocracia sul-germânica.

De arquitetura românica com o campanário em arco transepto, a igreja abriga vitrais de Augusto Giacometti ao norte (datados de 1945) e de Marc Chagall ao sul e no coro, datados da década de 70. Além disso, abriga o maior órgão do cantão (como são chamados os distritos na Suíça). Aberta de 10h às 18h de abril a outubro e de 10 às 16h de novembro a março.

igrejas no centro histórico de Zurique
St. Peter Kirche e Fraumünster

Na mesma praça está o Zunfthaus zur Meisen, uma casa construída em 1757 no estilo francês e na tradição de um palácio barroco, que atualmente é alugada para eventos, como por exemplo casamentos e outras celebrações. Atrás da Fraumünster está a Stadthaus, onde funciona a Câmara Municipal de Zurique, projetada por Gustav Gull no final dos anos 1800.

8 – Münsterbrücke – a mais famosa ponte do Centro Histórico de Zurique

Atravesse de novo o rio pela ponte Münsterbrücke (8) e aproveite para tirar belas fotos de ambos os lados da cidade. Como iniciamos nosso roteiro pelo Centro Histórico de Zurique no início da tarde, fomos presenteados com um lindo pôr do sol, refletido no rio Limmat.

Munsterbrucke em Zurique
Vista do rio Limmat a partir da Münsterbrücke

Por fim, se ainda sobrar um tempo, aproveite para bater perna pela Bahnhofstrasse, a principal rua de compras de Zurique. A rua reúne comércio de todo tipo, desde as lojas de grife às mais populares. Passando por ali, não deixe de notar a estátua em homenagem ao educador suíço Johannes Heinrich Pestalozzi, situada na praça Pestalozzi.

Ao final da Bahnhofstrasse chegamos às margens do Lago Zurique. Um outro local onde é possível assistir a um lindo pôr do sol, ou apenas para uma boa caminhada.

12 thoughts on “Centro histórico de Zurique: roteiro pelos belíssimos prédios e igrejas

  1. Oi Leo, tudo bem?

    Adorei sua dica de roteiro pelo centro-histórico de Zurique!
    Aproveitando…. Você acha que dá para fazer esse circuito numa manhã ou tarde? Ou seria melhor reservar um dia inteiro?

    Abraço!

    1. Murilo, acho que o ideal é reservar um dia inteiro para poder conhecer tudo com calma e ainda incluir um almoço em um dos restaurantes do centro histórico de Zurique. Mas se não tiver muito tempo, em uma tarde você consegue ver praticamente tudo, sem parar com calma.

  2. Adoro cidades que preservam sua história e podemos caminhar por ela para apreciar as construções. E esse roteiro pelo centro histórico de Zurique se encaixou perfeitamente nessa proposta. Mas acho que eu ia querer entrar em todas as igrejas, rs.

  3. Tenho loucura por conhecer a Suíça. Meu avô paterno nasceu na parte francesa daí. Amei as dicas de roteiro pelo centro histórico de Zurique. Estou me organizando pra visitar a Suíça!

  4. As igrejas são lugares interessantes a se visitar não apenas para os cristãos, mas sem dúvida devem ser repletas de informações para arquitetos e historiadores. Amei esse tour por Zurique.

  5. Acho a Fraumunster linda! Sem dúvidas um roteiro pelo centro histórico de Zurique é um programa imperdível! Ahh e depois de muita andança até rola comer um chocolate, ne?! rs

  6. Meu sonho é conhecer a Suíça! Quero muito fazer essa viagem ano que vem, já estou planejando e esse seu roteiro pelo centro histórico de Zurique ficou muito bacana! Já vou incluir no meu roteiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *