Niterói

Conheça as praias da Região Oceânica em Niterói

Separada do Rio de Janeiro pelos 13 quilômetros de uma ponte, Niterói abriga uma parte cultural e arquitetônica importante da região fluminense, incluindo o Museu de Arte Contemporânea (MAC) e o Caminho Niemeyer. Além dessas atrações, Niterói encanta por seu litoral, em especial as praias da Região Oceânica.

Com uma área banhada pela Baía de Guanabara, Niterói abriga duas grandes praias próximas à área mais cosmopolita da cidade, a Praia de Icaraí e a Praia de São Francisco. Com calçadão e faixa de areia para prática de esportes, essas duas praias normalmente não são muito atrativas para os banhistas, justamente por serem consideradas praias de baía. Por isso, os moradores e visitantes da cidade buscam nas praias da Região Oceânica, o local perfeito para um bom banho de mar. Atualmente, o acesso às praias está facilitado por conta do Túnel Caritas-Cafubá.

A porta de entrada das praias da Região Oceânica de Niterói, é a Praia de Piratininga, que em tupi significa “secagem de peixe”. Com uma extensão de 2.700 metros de extensão, é a maior praia da região, sendo formada por outras duas: “Praião” e “Prainha”.  As ondas tendem a ser pequenas e o mar apresentar água clara. Os quiosques da área são especializados em pratos de frutos do mar, para completar a programação.

Seguindo o roteiro das praias, a próxima parada é em Camboinhas, chamada assim por conta do encalhe de um navio com o mesmo nome, em 1954. Destroços do navio ainda se encontram enterrados nos 2.600 metros de extensão das areias brancas dessa praia de águas claras. O local é muito procurado pelos amantes da pesca de arremesso, mas para os banhistas, a dica é aproveitar uma água de coco, acompanhada de petiscos e pratos de frutos do mar, servidos em mesas na beira do mar.

Localizada entre Piratininga e Camboinhas, seguindo por uma trilha, chega-se à Praia do Sossego, escondida em área de vegetação de restinga e pedras. Com apenas 250 metros de extensão e difícil acesso por terra, é comum que os banhistas cheguem por meio de lanchas e iates.

A parada seguinte é na Praia de Itacoatiara, mais conhecida pelos jovens que frequentam o local como Itacoá ou Itacoaraíso, considerando a praia um paraíso em Niterói. Na realidade, o nome em tupi significa “pedra escrita ou riscada”. Apesar de não ser muito extensa – apenas 800 metros de areia – oferece a maior riqueza de paisagem com vegetação de restinga e costões rochosos, incluindo o famoso Costão de Itacoatiara, escalado por muitos aventureiros. Ali as ondas tendem a ser um pouco maiores, atraindo os surfistas.

A última parada é na Praia de Itaipú, localizada no final da estrada de mesmo nome, e única que apresenta águas sempre calmas, com aproximadamente 1.000 metros de extensão. Ainda é possível encontrar uma colônia de pescadores, a Igreja de São Sebastião – uma igreja do início do século 18 – e o Museu de Arqueologia. Em tupi, significa “água que sai das pedras”. Apresenta restaurantes de frutos do mar, que atraem os banhistas em busca de boa comida e um ótimo pôr do sol.

3 thoughts on “Conheça as praias da Região Oceânica em Niterói

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *