Caminito e La Bombonera
Buenos Aires

Visite Caminito e La Bombonera no bairro La Boca

Um dos bairros mais famosos de Buenos Aires é o La Boca. O bairro fica próximo ao porto da cidade e possui duas grandes atrações: Caminito e La Bombonera. Primeiramente, o Caminito é uma rua multicolorida. Já La Bombonera é o estádio de futebol do tradicional time argentino Boca Juniores. Por não ser muito grande, podemos encaixar a visita ao bairro em uma manhã do seu roteiro por Buenos Aires. Foi o que fiz nas duas vezes que visitei a capital argentina.

Desde 1870, o bairro La Boca começou a receber um grande número de imigrantes devido à sua proximidade ao porto. Ali construíram suas casas feitas de tábuas de madeira, telha e placas de mental, conhecidas como conventillos. A pintura com várias cores passou a dar identidade ao bairro.

FAÇA RESERVA DE SEU HOTEL EM BUENOS AIRES COM OS MELHORES PREÇOS

Além disso, o bairro é famoso por ser reduto de grandes artistas de rua que expõem seus trabalhos. Mas também por dançarinos de tango que colocam caixas de som no meio da rua para dançar ali mesmo, muitas vezes convidando os turistas a dançar junto. Conheça em detalhes o que ver em Caminito e La Bombonera.

Artistas de rua no Caminito
Artistas de rua no Caminito

O colorido de Caminito

A rua mais famosa do bairro de La Boca é a Caminito. Rua de casas coloridas pintadas pelos imigrantes que usavam os restos das tintas para pintar casco dos barcos para a fachada de suas casas. Por isso a variedade de cores, uma vez que as casas eram pintadas com a cor que sobrava. Em muitas delas atualmente funcionam lojas de antiguidade e souvenires.

cores de Caminito
O colorido de Caminito

Na área onde está hoje o Caminito já passou uma linha de trem, que teve fechamento em 1928. Em 1950, o famoso pintor Boca Quinquela decidiu restaurar o terreno. O nome Caminito é uma homenagem ao popular tango dos compositores Peñalosa e Filiberto. Em 1959, o Caminito se transformou em um museu a céu aberto.

Ainda existe um Museu de Cera bem fraco, que na segunda vez que estive na cidade (em julho de 2010) acabei entrando para conhecer. Sabe todos os museus de cera que você já conheceu, então esse certamente será o mais pobre e desorganizado de todos. Não tem nada de excepcional, apenas umas esculturas em cera de alguns colonizadores. Definitivamente não vale a entrada.

Saiba como fazer um bate e volta de Buenos Aires a Tigre seguindo as dicas do blog Fefa pelo Mundo

La Bombonera

Na primeira vez que fui a Buenos Aires em abril de 2008, fui conhecer o tão famosoestádio Alberto Jacinto Armando. O nome formal é homenagem ao ex-presidente do Boca Juniores, no entanto ele é mais conhecido como La Bombonera.

O estádio foi inaugurado em 25 de maio de 1940 e tinha, na época que visitei, capacidade para 49 mil espectadores. Recebeu esse nome devido ao seu formato retangular que se assemelha a uma caixa de bombons. Pertence ao time de futebol Club Atlético Boca Juniores, um dos times mais populares da Argentina. As cores do clube são azul e amarelo e o estádio exibe em sua fachada a cor amarela. O time faz “rivalidade” com o River Plate, que também tem visita guiada ao seu estádio. Porém, não fui visitar.

Visita ao Museu Boquense

Como o estádio fica a 400 metros do Caminito, é fácil conjugar a visita aos dois pontos turísticos de La Boca. O tour pelo estádio, se inicia pelo Museo de la Pasión Boquense que fica aberto diariamente das 10h às 18h, salvo em dia de jogos no estádio. A entrada para o museu custa 500 pesos, com direito ainda ao tour pelo estádio. A compra de ingressos pode ser online ou na hora da visita.

Caminito e La Bombonera
Museo de la Pasión Boquense

Na entrada do museu, uma grande estátua em homenagem a Diego Maradona. O argentino jogou pelo Boca Juniores por dois períodos, no início (1981-1982) e término (1995-1997) de sua carreira como jogador de futebol. Em seguida, a exposição segue com camisas do time de diversas épocas e patrocinadores, bem como os troféus conquistados pelo Boca Juniores. Além disso, painéis contam a história do time e do estádio, organizados cronologicamente.

Tour por La Bombonera

Logo após passar pelo museu, seguimos para o tour guiado pelo estádio de futebol em si. Enquanto aguardávamos formar um grupo de pessoas, um tour pelas arquibancadas, de onde podemos ver o gramado. O estádio é bem grande e são três “anéis” de arquibancadas em níveis diferentes. Dessa forma, possibilitando a todos espectadores uma boa visibilidade do campo, mesmo no nível mais elevado. Andamos no nível do campo até a parte de trás de uma das traves. A guia explicou bastante sobre os jogos que aconteceram lá, os mais lotados, mais importantes. Mas o que mais me chamou atenção foi o fato da torcida adversária ficar numa área do estádio onde bate sol até tarde, além de receber o vento que vem do porto.

Estádio La Bombonera
Estádio La Bombonera

Em seguida, fomos em direção à tribuna de honra e tribuna de imprensa para a segunda parte do tour. Lá a guia explicou quem normalmente assiste aos jogos de lá. Falou também da visibilidade do campo para a imprensa ao cobrir os jogos e depois nos levou no vestiário dos jogadores do Boca, que obviamente estava vazio. Nos armários dos jogadores, são colocadas cartas dos fãs para que eles as recebam quando estiverem por ali nos treinos ou jogos.

O tour não é demorado. É um passeio interessante até mesmo para quem não é fã de futebol, como eu. Conheceu La Boca em Buenos Aires? Gostou de visitar o Caminito e La Bombonera? Deixe sua opinião nos comentários.

Leo Vidal
Carioca, biólogo, apaixonado por música, filmes e sempre disposto para novas viagens. Compartilha suas dicas de viagem há mais de 5 anos, sempre antenado ao melhor da gastronomia e hotelaria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *