NOTÍCIAS

Experiências únicas em cruzeiro pelo Alasca

Navegando a partir de San Francisco, Seattle, Seward e Vancouver, viajantes aventureiros podem aproveitar um cruzeiro pelo Alasca com duração de 7, 10, 11, 12 ou 14 dias. Os itinerários combinam portos pouco explorados, que navios maiores não podem acessar, como Haines, Kodiak, Prince Rupert, Wrangell e Nanaimo.

Além dos portos, o cruzeiro pelo Alasca oferece dezenas de excursões em terra para que os viajantes tenham experiências únicas fora e a bordo do Regatta. Na maioria dos portos, o navio chega de manhã cedo e quase sempre parte às 18 horas ou mais tarde, às vezes até às 23 horas.

Entre as experiências, uma visita ao majestoso e impressionante Glaciar Mendenhall, perto de Juneau, a capital do Alasca. O local é um rio de gelo que encantou naturalistas como John Muir desde o final do século 19. Em um helicóptero o hóspede sobrevoará fendas azul-índigo, pináculos de gelo fantásticos, quedas de gelo intrigantes e sentinelas rochosas irregulares, como as Torres Mendenhall. Ao aterrissar, ainda poderá caminhar pela superfície da geleira com botas especialmente projetadas para conforto e tração.

Quem preferir por uma experiência mais calma, poderá embarcar no Ketchikan, um dos lendários barcos de caranguejo da série Deadliest Catch, do Discovery Channel. Navegando por águas costeiras calmas e protegidas, o cenário será o grande destaque. Pequenas ilhas que pontilham o estreito, montanhas que voam do mar para as nuvens e a luz que dança pelas águas primitivas.

O Alasca já foi parte da Rússia antes de sua compra em 1867, por isso, em Kodiak, o legado russo sobrevive no Kodiak Inn, onde o tradicional chá russo, uma variação do clássico inglês, é muito apreciado. Em vez de scones e sanduíches, o viajante vai saborear borscht, teacakes russos e pirozhkis enquanto a Balalaika Players, uma banda local toca música tradicional. A excursão inclui visitas a Cannery Row, o coração da economia de pesca de Kodiak, bem como a Igreja Ortodoxa Russa e a galeria de arte local e a hora do chá da Rússia é destaque indiscutível.

De um caiaque no Alasca, o ar é mais puro, o litoral mais verde, o mar mais calmante e a profusão de vida selvagem mais emocionante. A experiência de deslizar sobre águas calmas do Estreito de Icy, acompanhado por um guia, permitirá descobrir o segredo para encontrar as baleias jubarte que se alimentam no mesmo caminho que você percorrerá.

Os cruzeiros pelo Alasca saem nos dias 19 e 26 de junho saindo de Seattle em direção a Vancouver e dia 06 de agosto na rota inversa. De maio a setembro de 2020, as rotas começam a partir de San Francisco e há possibilidade de fazer roundtrips a partir de Vancouver e Seattle.

Redação
A equipe de redação do Panorama de Viagem está sempre buscando trazer as principais novidades do mundo do turismo. Hotéis incríveis, destinos inusitados e eventos imperdíveis. Tudo para fazer o leitor se inspirar e viajar cada vez mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *